Blau Farmacêutica recebe concessão de registro da CVM

Após atingir recorde de Receita Líquida de R$677 milhões nos últimos 12 meses acumulados até setembro de 2018, a Blau Farmacêutica, uma das principais empresas farmacêuticas do segmento institucional (Non Retail), anunciou hoje que seu pedido de registro de Emissor – Categoria "A" – Companhia Aberta – foi concedido pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) na última 6ª feira (11 de janeiro de 2019).

(Redação – Investimentos e Notícias)

CVM suspende registro de companhia aberta da Multiner

A Superintendência de Relações com Empresas (SEP) da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) anunciou que foram suspensos os registros, de que trata o art. 21 da Lei 6.385/76, das companhias Multiner S.A. e Perdizes Securitizadora de Recebíveis Comerciais S.A., devido ao descumprimento, há mais de um ano, da obrigação de prestar informações à Autarquia (previstas na Instrução CVM 480).

Norma da CVM altera atividade de Analista de Valores Mobiliários

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) editou nova norma que regula a atividade de analista de valores mobiliários. As principais alterações da Instrução CVM nº 598/2018, que revoga a de número 483/2010, foram a exigência de credenciamento destes profissionais constituídos sob a forma de pessoas jurídicas e diretrizes para a comunicação e a publicidade, de modo a evitar abusos, como as promessas de rentabilidade ao consumidor. 

CVM esclarece que não faz recomendação de ICOs

Considerando os recentes comunicados a respeito das operações de ofertas de ativos virtuais conhecidas como Initial Coin Offerings (ICOs), bem como as análises de casos concretos realizados desde então, a CVM julga pertinente esclarecer alguns pontos sobre o tema.

CVM valida emissão de CRI com lastro em empréstimo com garantia real imobiliária

Nesta semana, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) admitiu que "Instrumentos Particulares de Empréstimo com Pacto Adjeto de Alienação Fiduciária de imóvel em garantia" sirvam como lastro de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI). A autorização para lastro de CRI aconteceu após a CVM julgar o recurso apresentado pela Barigui Securitizadora S.A., empresa que atua com securitização imobiliária, líder de emissões no ano de 2015 e integrante do Conglomerado Financeiro Barigui.

CVM proibe investimentos em criptomoedas por Fundos de Investimentos

A Superintendência de Relações com Investidores Institucionais (SIN) da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) divulgou nesta sexta-feira (12), ccomunicado direcionado a diretores responsáveis pela administração e gestão de fundos de investimento onde esclarece consultas acerca da possibilidade de investimento em criptomoedas pelos fundos regulados pela Instrução CVM 555.

  • Publicado em Bitcoins

CVM cancela registro da Tereos

A BM&FBOVESPA cancelou, em 29/09/2016, a listagem para negociação da Tereos, em virtude da CVM ter cancelado o registro de companhia aberta.

(Redação – Agência IN)

Assinar este feed RSS