Economia

IPCA-15: Prévia da inflação oficial sobe 0,31% em janeiro, abaixo do esperado

Entenda o que é IPCA-15 e como este índice é calculado.

IPCA-15

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), prévia do índice oficial de inflação, iniciou 2024 com desaceleração ante alta de 0,40% registrado em dezembro de 2023. O índice foi de 0,31% em janeiro e ficou 0,09 ponto percentual (p.p.) abaixo da taxa de dezembro.

Dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, sete registraram alta em janeiro. A maior variação (1,53%) e o maior impacto (0,32 p.p.) vieram de Alimentação e Bebidas. O grupo Saúde e cuidados pessoais (0,56%) acelerou em relação ao mês anterior (0,14%), enquanto Habitação (0,33%) registrou alta menos intensa em janeiro. O grupo Transportes caiu 1,13% em janeiro e contribuiu com -0,24 p.p. As demais variações ficaram entre a queda de 0,03% de Comunicação e a alta 0,56% de Despesas Pessoais.

Segue abaixo os dados mais atualizados do IPCA-15 atual, IPCA-15 acumulado e mais:

IPCA-15 janeiro de 2024
(Referente a janeiro de 2024)
0,31%
IPCA-15 acumulado em 2024
(até janeiro 2024)
0,31%
IPCA-15 acumulado últimos 12 meses
(fevereiro 2023 – janeiro 2024)
4,47%
Data da próxima divulgação27/fev

IPCA-15 – 2024

Mês de referênciaIPCA-15 no mêsAcumulado 12 mesesAcumulado 2023
janeiro0,31%4,47%0,31%
Fonte: IBGE

IPCA-15 – 2023

Mês de referênciaIPCA-15 no mêsAcumulado 12 mesesAcumulado 2023
janeiro0,55%5,87%0,55%
fevereiro0,76%5,63%1,31%
março0,69%5,36%2,01%
abril0,57%4,16%2,59%
maio0,51%4,07%3,12%
junho0,04%3,40%3,16%
julho-0,07%3,19%3,09%
agosto0,28%4,24%3,38%
setembro0,35%5,00%3,74%
outubro0,21%5,05%3,96%
novembro0,33%4,84%4,30%
dezembro0,40%4,72%4,72%
Fonte: IBGE

IPCA-15 – 2022

Confira abaixo a tabela do IPCA-15 em 2022, com cada valor mensal apurado no ano para o índice.

Mês de referênciaIPCA-15 no mêsAcumulado 12 mesesAcumulado 2022
janeiro0,58%10,20%0,58%
fevereiro0,99%10,76%1,58%
março0,95%10,79%2,54%
abril1,73%12,03%4,31%
maio0,59%12,20%4,93%
junho0,69%12,04%5,65%
julho0,13%11,39%5,79%
agosto-0,73%9,60%5,02%
setembro-0,37%7,96%4,63%
outubro0,16%6,85%4,80%
novembro0,53%6,17%5,35%
dezembro0,52%5,90%5,90%
Fonte: IBGE

IPCA-15 – 2021

Veja abaixo a tabela do IPCA-15 em 2021, com cada valor mensal apurado no ano para o índice.

Mês de referênciaIPCA-15 no mêsAcumulado 12 mesesAcumulado 2021
janeiro0,78%4,30%0,78%
fevereiro0,48%4,57%1,26%
março0,93%5,52%2,21%
abril0,60%6,17%2,82%
maio0,44%7,27%3,27%
junho0,83%8,13%4,13%
julho0,72%8,59%4,88%
agosto0,89%9,30%5,81%
setembro1,14%10,05%7,02%
outubro1,20%10,34%8,30%
novembro1,17%10,73%9,57%
dezembro0,78%10,42%10,42%
Fonte: IBGE

O que é IPCA-15?

O indicador IPCA-15 é a prévia dos resultados do IPCA, que representa o termômetro oficial da inflação no Brasil. Assim, o principal objetivo é monitorar a variação de preço de um conjunto de produtos e serviços do varejo (consumidor final).

Dessa forma, através desse indicador é possível mensurar o custo de vida da população brasileira, sendo utilizado principalmente para reajustar o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano).

Como é calculado o IPCA-15?

Em primeiro lugar, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), órgão responsável pela coleta de dados para o cálculo do índice, pesquisa itens de consumo de famílias cujo rendimento vai de 1 até 40 salários mínimos. Essa amostra representa a renda da maior parte da população brasileira. A coleta das informações ocorrem entre o dia 16 do mês anterior até o dia 15 do mês atual. Desse modo, ele mostra a tendência do resultado do final do mês.

Todos os meses, o IBGE coleta preços em lojas e estabelecimentos de prestação de serviços, concessionárias de serviços (água e energia elétrica) e internet.

O IPCA-15 é composto por 9 grupos de produtos e serviços, sendo:

  • alimentação e bebidas;
  • artigos de residência;
  • artigos de vestuário;
  • habitação;
  • transportes;
  • despesas pessoais;
  • educação;
  • comunicação;
  • saúde e cuidados pessoais.

IPCA-15 por grupo de despesas em 2024

GrupoJanFevMarAbrMaiJunJulAgoSetOutNovDezAcumulado no ano
1.Alimentação e bebidas1,53%1,53%
2.Habitação0,33%0,33%
3.Artigos de residência0,26%0,26%
4.Vestuário0,22%0,22%
5.Transportes-1,13%-1,13%
6.Saúde e cuidados pessoais0,56%0,56%
7.Despesas pessoais0,56%0,56%
8.Educação0,39%0,39%
9.Comunicação-0,03%-0,03%

IPCA-15 por grupo de despesas em 2023

GrupoJanFevMarAbrMaiJunJulAgoSetOutNovDezAcumulado no ano
1.Alimentação e bebidas0,55%0,39%0,20%0,04%0,94%-0,51%-0,40%-0,65%-0,31%0,82%0,54%1,61%
2.Habitação0,17%0,63%0,81%0,48%0,43%0,96%-0,94%1,08%0,26%0,20%0,48%4,64%
3.Artigos de residência0,38%0,71%-0,18%0,07%-0,28%-0,01%-0,40%0,01%0,05%0,24%-0,15%0,44%
4.Vestuário0,42%-0,05%0,11%0,39%0,35%0,79%0,04%-0,03%0,33%0,55%0,03%2,97%
5.Transportes0,17%0,08%1,50%1,44%-0,04%-0,55%0,63%0,23%0,78%0,18%0,77%5,29%
6.Saúde e cuidados pessoais1,10%0,55%1,18%1,04%1,49%0,19%0,07%0,81%0,28%0,08%0,14%7,14%
7.Despesas pessoais0,57%0,63%0,28%0,28%0,40%0,52%0,38%0,60%0,31%0,52%0,56%5,17%
8.Educação0,36%6,41%0,08%0,11%0,07%0,04%0,11%0,71%0,07%0,03%0,05%8,16%
9.Comunicação2,36%0,78%0,75%0,06%0,02%0,11%-0,17%0,04%-0,29%-0,22%-0,46%2,99%

Além disso, o calculo desse indicador engloba o rendimentos das famílias que residem nas regiões metropolitanas:

  • São Paulo;
  • Rio de Janeiro;
  • Belo Horizonte;
  • Porto Alegre;
  • Curitiba;
  • Salvador;
  • Recife;
  • Fortaleza;
  • Belém;
  • Distrito Federal;
  • Goiânia.

IPCA-15 por cidade em 2024

CidadeJanFevMarAbrMaiJunJulAgoSetOutNovDezAcumulado no ano
Belém (PA)0,63%0,63%
Belo Horizonte (MG)0,88%0,88%
Brasília (DF)-0,41%-0,41%
Curitiba (PR)0,28%0,28%
Fortaleza (CE)0,69%0,69%
Goiânia (GO)0,24%0,24%
Porto Alegre (RS)0,42%0,42%
Recife (PE)0,36%0,36%
Rio de Janeiro (RJ)0,43%0,43%
Salvador (BA)0,35%0,35%
São Paulo (SP)0,10%0,10%

IPCA-15 por cidade em 2023

CidadeJanFevMarAbrMaiJunJulAgoSetOutNovDezAcumulado no ano
Belém (PA)0,83%0,69%0,69%0,80%0,22%-0,18%0,10%0,31%-0,07%0,25%0,29%3,99%
Belo Horizonte (MG)0,92%0,80%0,64%0,27%0,90%0,10%0,10%-0,18%0,21%0,46%0,35%4,66%
Brasília (DF)0,43%0,46%0,79%0,80%0,45%-0,28%-0,14%0,48%0,30%0,61%0,68%4,67%
Curitiba (PR)0,30%0,46%1,13%0,85%0,46%0,07%0,15%0,36%0,20%0,06%-0,01%4,10%
Fortaleza (CE)0,69%0,80%0,53%0,48%0,61%-0,05%-0,22%0,73%-0,28%0,24%0,77%4,38%
Goiânia (GO)0,39%0,41%1,04%0,68%0,83%-0,66%-0,52%0,09%0,63%0,15%0,77%3,86%
Porto Alegre (RS)0,34%0,52%1,13%0,73%0,28%-0,04%0,34%0,49%0,27%0,22%0,29%4,66%
Recife (PE)0,57%0,63%0,69%0,29%0,19%0,45%0,31%0,46%-0,06%-0,04%-0,26%3,27%
Rio de Janeiro (RJ)0,23%0,76%0,41%0,79%0,46%-0,10%-0,30%0,10%0,26%0,56%0,59%3,82%
Salvador (BA)0,60%1,19%0,37%0,30%0,73%-0,02%-0,20%0,50%0,40%-0,12%0,45%4,27%
São Paulo (SP)0,62%0,91%0,59%0,52%0,45%0,23%-0,16%0,27%0,21%0,47%0,45%4,65%

As diferentes regiões têm peso diferente na composição do IPCA. A representatividade de cada uma no cálculo é determinada pela diferença na renda média das famílias. Dessa maneira, os lugares com maior peso no IPCA são os que apresentam maior rendimento.

Como você conferiu, o IPCA-15 é um índice calculado com uma metodologia semelhante ao IPCA. Entretanto, o que diferencia um indicador do outro é a maneira com que a análise é feita. Porém, como a inflação impacta os investimentos, é importante que você esteja atento a esse indicador.

Histórico de valores do IPCA-15

Acompanhe abaixo a série histórica do IPCA-15, com todos os valores apurados desde a sua data de criação.

AnoJanFevMarAbrMaiJunJulAgoSetOutNovDezAcumulado no ano
20240,31%0,31%
20230,55%0,76%0,69%0,57%0,51%0,04%-0,07%0,28%0,35%0,21%0,33%0,40%4,72%
20220,58%0,99%0,95%1,73%0,59%0,69%0,13%-0,73%-0,37%0,160,530,525,90%
20210,78%0,48%0,93%0,60%0,44%0,83%0,72%0,89%1,14%1,20%1,17%0,78%10,42%
20200,71%0,22%0,02%-0,01%-0,59%0,02%0,30%0,23%0,45%0,94%0,81%1,06%4,23%
20190,30%0,34%0,54%0,72%0,35%0,06%0,09%0,08%0,09%0,09%0,14%1,05%3,91%
20180,39%0,38%0,10%0,21%0,14%1,11%0,64%0,13%0,09%0,58%0,19%-0,16%3,86%
20170,31%0,54%0,15%0,21%0,24%0,16%-0,18%0,35%0,11%0,34%0,32%0,35%2,94%
20160,92%1,42%0,43%0,51%0,86%0,40%0,54%0,45%0,23%0,19%0,26%0,19%6,58%
20150,89%1,33%1,24%1,07%0,60%0,99%0,59%0,43%0,39%0,66%0,85%1,18%10,71%
20140,67%0,70%0,73%0,78%0,58%0,47%0,17%0,14%0,39%0,48%0,38%0,79%6,46%
20130,88%0,68%0,49%0,51%0,46%0,38%0,07%0,16%0,27%0,48%0,57%0,75%5,85%
20120,65%0,53%0,25%0,43%0,51%0,18%0,33%0,39%0,48%0,65%0,54%0,69%5,78%
20110,76%0,97%0,60%0,77%0,70%0,23%0,10%0,27%0,53%0,42%0,46%0,56%6,56%
20100,52%0,94%0,55%0,48%0,63%0,19%-0,09%-0,05%0,31%0,62%0,86%0,69%5,79%
20090,40%0,63%0,11%0,36%0,59%0,38%0,22%0,23%0,19%0,18%0,44%0,38%4,18%
20080,70%0,64%0,23%0,59%0,56%0,90%0,63%0,35%0,26%0,30%0,49%0,29%6,10%
20070,52%0,46%0,41%0,22%0,26%0,29%0,24%0,42%0,29%0,24%0,23%0,70%4,36%
20060,51%0,52%0,37%0,17%0,27%-0,15%-0,02%0,19%0,05%0,29%0,37%0,35%2,96%
20050,68%0,74%0,35%0,74%0,83%0,12%0,11%0,28%0,16%0,56%0,78%0,38%5,88%
20040,68%0,90%0,40%0,21%0,54%0,56%0,93%0,79%0,49%0,32%0,63%0,84%7,54%
20031,98%2,19%1,14%1,14%0,85%0,22%-0,18%0,27%0,57%0,66%0,17%0,46%9,86%
20020,62%0,44%0,40%0,78%0,42%0,33%0,77%1,00%0,62%0,90%2,08%3,05%11,99%
20010,63%0,50%0,36%0,50%0,49%0,38%0,94%1,18%0,38%0,37%0,99%0,55%7,51%
20000,65%0,34%0,09%0,47%0,09%0,08%0,78%1,99%0,45%0,18%0,17%0,60%6,04%
19990,68%0,64%1,22%0,78%0,51%-0,02%0,79%0,81%0,47%0,80%0,99%0,91%8,92%
19980,54%0,64%0,39%0,22%0,41%0,34%-0,11%-0,37%-0,44%0,01%-0,11%0,13%1,66%
19971,13%0,71%0,59%0,68%0,50%0,55%0,31%0,17%-0,05%0,25%0,07%0,49%5,53%
19961,63%1,20%0,62%0,70%1,32%1,11%1,37%0,70%0,11%0,14%0,41%0,20%9,92%
19951,78%1,22%1,28%1,95%2,77%2,25%2,59%1,49%0,97%1,34%1,46%1,36%22,47%
199439,17%39,70%43,63%41,25%44,21%44,65%5,21%5,00%1,63%1,90%2,95%2,25%890,89%
Fonte: IBGE

(Redação – Investimentos e Notícias)