Negócios

Petrobras reporta lucro líquido de R$ 54,3 bi no 2T22

petrobras

A Petrobras divulgou na quinta-feira (28) que no segundo trimestre de 2022, registrou lucro líquido de R$ 54,3 bilhões, comparado a R$ 44,6 bilhões no 1T22. Esse aumento é explicado principalmente pela alta do Brent no período, além das maiores margens de derivados e de gás natural.

No 2T22, o lucro líquido foi beneficiado por itens não recorrentes no valor total de R$ 14,3 bilhões, antes dos impostos. O lucro líquido do 2T22 teria sido de R$ 45,0 bilhões sem os itens não recorrentes.

No 2T22, o EBITDA Ajustado subiu 26%, atingindo R$ 98,3 bilhões devido, principalmente, à valorização do Brent no período, maiores margens em todos os derivados e gás natural e menores volumes de importações de GNL.

A receita líquida cresceu 21% no segundo trimestre em relação ao 1T22 devido, principalmente, à alta de 12% do Brent, ao maior volume de vendas de derivados e de petróleo e aos maiores preços de derivados e gás natural, em um contexto de retomada da demanda mundial por petróleo e derivados após o período crítico da pandemia da COVID-19 e oferta impactada pela guerra na Ucrânia.

A receita com derivados no mercado interno foi 24% superior ao 1T22, com elevação da receita de todos os produtos, exceto óleo combustível, em função da queda de volume principalmente por não ter havido entregas para geração termelétrica no 2T22. A receita com petróleo no mercado interno aumentou 45% devido a maiores vendas para Acelen.

Por outro lado, houve queda nas receitas com energia elétrica, tendo em vista o menor despacho termelétrico com a continuidade da melhora nas condições hidrológicas no 2T22.

Em termos da composição da receita no mercado interno, o diesel e a gasolina continuaram sendo os principais produtos, respondendo juntos por 73% da receita nacional de vendas de derivados de petróleo no 2T22.

Acompanhe a divulgação de outras empresas aqui.

(Redação – Investimentos e Notícias)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.