Negócios

Lucro da Engie Brasil sobe 23,8% no 2T22

engie brasil

A Engie Brasil Energia divulgou na terça-feira (02/08) que no segundo trimestre de 2022, reportou lucro líquido de R$ 395 milhões, R$ 76 milhões ou 23,8% maior do que os R$ 319 milhões apresentados no mesmo trimestre do ano anterior.

Esse acréscimo é consequência da combinação dos seguintes efeitos: (i) aumento de R$ 365 milhões no Ebitda ajustado; (ii) incremento de R$ 22 milhões da depreciação e amortização; (iii) acréscimo de R$ 225 milhões do resultado financeiro líquido; (iv) acréscimo de R$ 31 milhões do imposto de renda e da contribuição social, considerando as transações recorrentes; e (v) aumento de efeitos não recorrentes com impacto líquido negativo de R$ 11 milhões. Excluindo-se os efeitos não recorrentes, o lucro líquido aumentou em R$ 87 milhões (20,4%) entre os trimestres em comparação.

O lucro líquido ajustado da Engie Brasil foi de R$ 514 milhões no 2T22, valor 20,4% (R$ 87 milhões) acima do alcançado no 2T21.

O Ebitda ajustado registrado no 2T22 foi de R$ 1.897 milhões, aumento de 23,8% (R$ 365 milhões) em comparação ao 2T21. A margem Ebitda ajustada foi de 63,3% no 2T22, acréscimo de 14,4 p.p. em relação 2T21.

A receita operacional líquida da Companhia atingiu R$ 2.996 milhões no 2T22, 4,4% (R$ 137 milhões) abaixo do montante apurado no 2T21.

A Companhia registrou, no 2T22, efeito não recorrente de impairment no valor de R$ 180 milhões, em decorrência dos avanços nas negociações para a venda da Usina Termelétrica Pampa Sul.

O preço médio dos contratos de venda de energia, líquido dos tributos sobre a receita e das operações de trading, foi de R$ 219,52/MWh no 2T22, valor 6,9% superior ao registrado no 2T21.

A quantidade de energia vendida no 2T22, sem considerar as operações de trading, foi de 9.556 GWh (4.376 MW médios), volume 7,9% superior ao comercializado no 2T21.

(Redação – Investimentos e Notícias)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.