Dólar fecha em alta e acumula ganhos de 16,98% no ano

O dólar fechou o primeiro semestre acumulando uma valorização de 16,98%. A moeda norte-americana começou os três primeiros meses do ano registrando queda de 0,43%, para depois acumular uma alavancada de 17,49% de abril a junho.

  • Publicado em Dólar

Tóquio fecha junho acumulando ganhos de 1,30%

A Bolsa de Valores de Tóquio fechou a última sessão da semana (29) em alta. O índice Nikkei subiu 0,15%, aos 22.304,51 pontos, acumulando ganhos de 1,30% em junho e perdas de 2,02% no ano. O índice Topix de todos os valores ganhou 0,23%, aos 1.730,89 pontos.

Dólar fecha em queda de 0,49%, vendida a R$ 3,856

O dólar fechou o pregão desta quinta-feira (28) em queda de 0,49%, cotado a R$ 3,854 na compra e a R$ 3,856 na venda. A cotação da moeda norte-americana inverte a forte alta registrada na quarta-feira (27), quando o dólar disparou 2,04% e chegou a R$ 3,875. A tranquilidade durante o dia evitou que o Banco Central realizasse novos leilões de swaps cambiais, como os registrados ontem na ordem de US$ 2,4 bilhões.

(Redação - Investimentos e Notícias)

  • Publicado em Dólar

Mesmo com atuação do BC, dólar fecha em alta de 2,04%

O dólar fechou os nesgócios nesta quarta-feira (27) em alta de 2,04%, cotado a R$ 3,873 na compra e a R$ 3,875 na venda. O BC entrou em ação no mercado cambial logo pela manhã, anunciando leilões de linha (venda com compromisso de recompra) de US$ 2,425 bilhões, além dos contratos de swaps cambial (venda futura da moeda norte-americana). A cotação da moeda chegou à máxima do dia a R$ 3,876.

(Redação - Investimentos e Notícias)

  • Publicado em Dólar

Bolsa de Tóquio fecha em baixa de 0,31%

A Bolsa de Valores de Tóquio fechou a sessão nesta quarta-feira (27) em baixa. O índice Nikkei caiu 0,31%, aos 22.271,77 pontos. O índice Topix de todos os valores encerrou com leve alta de 0,02%, aos 1.731,45 pontos.

Dólar fecha em alta de 0,53%, vendido a R$ 3,798

O dólar fechou os negócios nesta terça-feira (26) em alta de 0,53%, cotado a R$ 3,796 na compra e a R$ 3,798 na venda, com sua cotação oscilando pela ausência de leilões extraordinários da moeda norte-americana do Banco Central. Na última sexta-feira, o BC anunciou a continuidade dos leilões de swaps cambiais (venda futura do dólar) e um leilão de linha (venda com compromisso de recompra) de até US$ 3 bilhões, realizando ontem (25) uma oferta de US$ 500 milhões.

(Redação - Investimentos e Notícias)

  • Publicado em Dólar
Assinar este feed RSS