8,7% das famílias paulistanas afirmam que não terão condições de pagar as contas no próximo mês

Após três quedas consecutivas, a proporção de famílias paulistanas endividadas subiu em março. No mês, 50,2% das famílias declararam ter algum tipo de dívida, alta de 1,7 ponto porcentual (p.p.) na comparação com fevereiro. Em relação a março de 2016, quando essa parcela era de 51,6%, houve queda de 1,4 p.p.. Em números absolutos, o total de famílias endividadas passou de 1,873 milhão em fevereiro para 1,941 milhão em março, sendo que em março de 2016, esse número era de 1,979 milhão. Comparando março, ano a ano, a redução de famílias endividadas foi de 38 mil. Os dados são da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), realizada mensalmente pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

Aneel diz que valores cobrados no ano passado serão devolvidos

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou hoje (10) que os valores recolhidos no ano passado referentes à contratação da Usina Nuclear Angra 3 serão ressarcidos aos consumidores neste ano. A devolução, que soma R$ 1,8 bilhão, será feita em cada reajuste ou revisão tarifária das distribuidoras de energia em 2017.

 

Como planejar os gastos com o dinheiro de contas inativas do FGTS?

A Caixa Econômica Federal divulgou nesta terça-feira o calendário de saques das contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) que não recebem depósitos desde dezembro de 2015. O dinheiro extra na conta pode ser um aliado em momentos difíceis. Para o administrador de empresas certificado pela Associação das Entidades de Bancos de Investimentos (Anbima) e coordenador de cursos da Anhanguera de Santo André – Industrial, Alan Caires a principal recomendação para quem está endividado é quitar as dívidas.

 

46% dos brasileiros atrasaram alguma conta em 2016

Uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) revela que quase metade (46%) dos brasileiros atrasaram ou deixaram de pagar pelo menos uma conta em 2016.

Consumidores devem ficar atendo com cobrança de taxas na fatura de energia elétrica

A Fundação Procon-SP, órgão vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania do Governo do Estado de São Paulo, orienta os consumidores sobre uma eventual cobrança indevida de taxas referentes a um seguro (odontológico ou de vida) na fatura de energia da empresa AES - Eletropaulo. “O consumidor deve ficar atento a fatura e, caso exista a cobrança indevida de algum seguro deve reclamar imediatamente junto a concessionária de energia, e, também, no Procon pleiteando a suspensão da cobrança indevida e a devolução dos valores”, afirma o chefe de gabinete do Procon-SP Carlos Alberto Estracine.

 

BC bloqueia R$ 814 mil de contas de Palocci e R$ 30 milhões de empresa dele

A pedido do juiz federal Sério Moro, responsável pelos inquéritos da Operação Lava na primeira instância, o Banco Central (BC) bloqueou hoje (28) mais de R$ 814 mil de três contas bancárias do ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci. O ex-ministro foi preso temporariamente na última segunda-feira (26), na 35ª fase da Lava Jato.

Moro determina bloqueio de até R$ 128 milhões das contas de Palocci

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato na primeira instância, determinou o bloqueio de até R$ 128 milhões das contas bancárias do ex-ministro da Fazenda Antônio Palocci. O mesmo valor foi bloqueado também das contas do assessor do ex-ministro, Branislav Kontic, e do ex-secretário da Casa Civil Juscelino Dourado. Os três foram presos temporariamente hoje (26) na 35ª fase da operação. O bloqueio também atinge as empresas Projeto Consultoria Empresarial e Financeira e J&F Assessoria.

Dilma entrega defesa ao TCU sobre contas de 2015

A ex-presidente Dilma Rousseff apresentou hoje (8) ao Tribunal de Contas da União (TCU) sua defesa sobre os questionamentos a respeito das contas do governo de 2015. Depois de duas prorrogações dadas pelo TCU, o prazo final para a entrega dos documentos terminava nesta quinta-feira. A previsão é que o plenário do TCU vote o relatório final do ministro José Múcio Monteiro no dia 5 de outubro.

Assinar este feed RSS