Grendene fecha 1S20 com receita bruta de R$ 532,6 milhões

O segundo trimestre de 2020 foi marcado pelos severos impactos da crise imposta pela pandemia de Covid-19, especialmente no varejo, em função do fechamento do comércio físico no Brasil. Neste contexto, a Grendene manteve seu foco na saúde e segurança dos integrantes e na reestruturação de custos e despesas para minimizar impactos na operação.

Lucro da JHSF cresce mais de 5 000% no 2T20

A JHSF (B3: JHSF3) comunicou que no segundo trimestre de 2020 as receitas consolidadas da companhia alcançaram R$ 266,2 milhões, crescimento de 70,3% em relação ao segundo trimestre de 2019. O EBITDA foi de R$ 172,1 milhões, 236,3% maior que no mesmo período do ano passado. Finalmente, o lucro líquido somou R$ 254,7 milhões, um crescimento de 5.028% no trimestre.

Banco Pine reporta lucro líquido de R$ 3,2 milhões no 2T20

O Banco Pine apresentou lucro líquido de R$ 3,2 milhões no 2T20, uma melhora significativa em relação aos prejuízos de R$ -29,9 milhões no mesmo período do ano passado e de R$-2,3 milhões no trimestre anterior. No acumulado do ano, o resultado foi de R$ 0,9 milhão, comparado a R$-70,6 milhões no primeiro semestre de 2019. O incremento no resultado é devido, principalmente, ao resultado da Margem Bruta, reflexo de maiores receitas tanto com clientes quanto com o mercado, com incremento nas operações da Tesouraria devido à maior volatilidade do mercado;à redução no custo de crédito; e à manutenção do patamar de despesas operacionais.

Locaweb registra lucro líquido de R$ 12 milhões no 2T20

A Locaweb (LWSA3), uma das empresas pioneiras em soluções Business to Business (B2B) para transformação digital de negócios no Brasil, divulgou que no segundo trimestre de 2020 registrou lucro líquido ajustado de R$ 12 milhões, alta de 147,8% em comparação ao segundo trimestre de 2019.

Biomm registra receita líquida de R$ 20,2 milhões no 1S2020

Mesmo com atual cenário causado pela pandemia de Covid-19 no Brasil e no exterior, a Biomm, pioneira no setor de biomedicamentos no país, apresentou resultados positivos no 2T20 e no 1S20. A companhia registrou receita líquida de R$ 11,2 milhões no 2T20 (contra R$1,5 no 2T19), resultando em um valor acumulado de R$20,2 milhões (R$3,3 milhões no mesmo período do ano anterior) até 30 de junho de 2020, o que representa um incremento de 499% em comparação ao primeiro semestre do ano anterior.

CSU registra lucro líquido de R$ 11,2 milhões no 2T20

Mesmo diante de um cenário desafiador, a CSU, empresa líder no mercado brasileiro de prestação de serviços de alta tecnologia voltados ao consumo, relacionamento com clientes, processamento e transações eletrônicas, encerrou o segundo trimestre de 2020 com evolução positiva de suas margens e principais indicadores financeiros. Registrando EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de R$ 31,3 milhões - crescimento de 38,6% em relação ao 2T19 - a Companhia reportou um Lucro Líquido de R$ 11,2 milhões, expansão de 142,8% na comparação anual e de 20,4% em relação ao último trimestre (1T20).

Sinqia acelera na pandemia e registra recordes no 2T20

A Sinqia (B3: SQIA3), principal provedora de tecnologia para o sistema financeiro, anuncia seus resultados do segundo trimestre de 2020. Diante de um cenário desafiador, mas que também acelerou as buscas por serviços de inovação e transformação digital, a Companhia reportou novos recordes, com receita líquida de R$ 49,6 milhões, crescimento de 17,5%, e EBITDA ajustado de R$ 7,4 milhões, aumento de 44,8% sobre igual trimestre de 2019.

Gafisa atinge 8,8% em índice de alavancagem no 2T20

Mesmo diante dos desafios impostos pela pandemia da COVID-19, a Gafisa, referência brasileira no mercado imobiliário, segue focada em seu novo ciclo de crescimento e reportou neste 2T20 indicadores positivos em relação ao trimestre anterior, sinalizando mais otimismo. De acordo com os resultados financeiros divulgados ontem (11), entre os meses de abril e junho, a companhia permaneceu com uma margem bruta acima de 35%, sem custo financeiro, assim como a margem Resultados a Apropriar (REF), o que indica que a companhia está sob níveis saudáveis, permitindo uma melhora sustentada e consistente.

Assinar este feed RSS