CSU registra maior lucro líquido da história em um 1º trimestre

A CSU (B3:CARD3), líder no mercado brasileiro em soluções tecnológicas para meios de pagamento, customer experience e fidelização e incentivo de clientes, divulga os resultados do 1º trimestre de 2021, com crescimento nos principais indicadores: receita líquida de R$ 123,6 milhões, EBITDA recorde de R$ 35,8 milhões e lucro líquido de R$ 12,8 milhões, maior valor da história em um 1º trimestre. Tais cifras são superiores em 8,4%, 17,7% e 37,5%, respectivamente, sobre o mesmo trimestre do ano anterior.

ENGIE Brasil Energia registra alta de 30,5% no Ebitda do 1T21

A ENGIE Brasil Energia (EGIE3) registrou Ebitda de R$ 1,738 bilhão no primeiro trimestre de 2021, alta de 30,5% (R$ 406 milhões) em comparação ao mesmo período do ano passado. Já o lucro líquido subiu 3,3% e alcançou R$ 529 milhões de janeiro a março deste ano, mesmo impactado pela variação do Índice Geral de Preços de Mercado (IGP-M) na correção das concessões a pagar. A receita operacional líquida da Companhia chegou a R$ 3,250 bilhões nestes primeiros três meses do ano, resultado 25,3% (R$ 655 milhões) acima do montante apurado no mesmo período de 2020.

Resultado do 1T21 da Sinqia dispara com receita líquida recorde de R$ 68,2 milhões

A Sinqia (SQIA3), principal provedora de tecnologia para o mercado financeiro, anunciou na quarta-feira (05) os resultados do primeiro trimestre de 2021. Em período marcado por anúncio de duas novas aquisições e amadurecimento da estratégia de inovação aberta, a companhia seguiu batendo novos recordes, com ARR (annual recurring revenue) de R$227,2 milhões, expansão de 54,7% ante o mesmo período de 2020, receita líquida de R$68,2 milhões, crescimento de 40,3%, e EBITDA ajustado de R$12,4 milhões, crescimento expressivo de 267%.

Braskem registra resultado operacional recorrente de R$ 6,9 bilhões no 1T21

A Braskem registrou no primeiro trimestre resultados positivos que reforçam a robustez financeira e a resiliência operacional da companhia. Foi o terceiro trimestre consecutivo de crescimento no resultado operacional recorrente, somado a uma redução da alavancagem, ao crescimento do lucro líquido e ao aumento de receita líquida de vendas.

Grendene registra lucro líquido de R$ 129,2 milhões no 1T21

A Grendene registrou, no primeiro trimestre de 2021, lucro líquido de R$ 129,2 milhões, 334,3% superior ao mesmo período de 2020, chegando a uma receita bruta de R$ 644,3 milhões, 43% maior do que no ano passado. A companhia também apresentou crescimento nas margens Bruta, ampliando de 41,2% em 2020 para 45,1% este ano; na Ebit, de 10,7% para 19,8%; na Ebtida, de 16,3% para 24,3%; e na Líquida, de 8% para 24,7%.

Mobly tem crescimento em 2020, aumento de 57,6% de GMV e 48,2% de receita líquida

A Mobly S.A. (MBLY3), companhia de home & living líder no Brasil, divulga seus resultados financeiros referentes ao último trimestre de 2020 (4T20) e consolidado anual. No ano de 2020, marcado pelo crescimento exponencial do e-commerce, apesar dos desafios trazidos pela pandemia do coronavírus, a Mobly acelerou seu crescimento e consolidou sua liderança no segmento. Além disso, 2020 marcou também o início da estratégia acertada da companhia em ingressar no novo mercado de ações, iniciativa essa concretizada em fevereiro de 2021.

Ambipar registra aumento de mais de 718% no lucro líquido no 4T20

A Ambipar, líder em gestão ambiental, registrou lucro líquido de R$26,3 milhões no quarto trimestre de 2020. No mesmo período do ano anterior, o valor foi de R$3,5 milhões, isso significa um aumento de mais de 718%. Se comparado o quarto trimestre de 2020 com o terceiro trimestre do mesmo ano, observa-se expansão de 13.332% no lucro líquido. A companhia apresentou crescimento de 38,5% em 2020 comparando com 2019 e o EBITDA atingiu 197,6 milhões, representando um aumento de 49,7% na mesma comparação.

Assinar este feed RSS