Receita líquida da Totvs atinge R$ 720 milhões no 1T21

  •  
Receita líquida da Totvs atinge R$ 720 milhões no 1T21 Foto: Divulgação

A TOTVS (TOTS3), maior empresa de tecnologia do Brasil, divulgou seus resultados financeiros do primeiro trimestre de 2021. No período, a empresa atingiu uma Receita Líquida Total de R$ 720 milhões, o que representa um aumento de 20% na comparação ano a ano, com EBITDA Ajustado 49% acima do mesmo período de 2020 e Margem EBITDA Ajustada de 26,3%.

Com esses resultados, a empresa se manteve, pelo terceiro trimestre consecutivo, na Regra dos 40 (com 46%) - quando a soma do crescimento da receita líquida e da margem EBITDA supera 40%, que indica uma empresa com alto potencial de geração de valor.

Os resultados financeiros operacionais da TOTVS seguem separados em dois principais segmentos: Tecnologia, que envolve os negócios de software da companhia (soluções como de ERP, RH, Verticais, CRM, e-commerce entre outras) e de Techfin (serviços financeiros que não envolvam a assunção de risco de crédito); e Produtos de Crédito (Supplier).

No segmento de Tecnologia, a TOTVS atingiu uma Receita de R$ 665 milhões, dos quais R$ 539 milhões gerados por Receita Recorrente (+15% na comparação com o 1T20), que passou a representar 81% da Receita de Tecnologia - o maior patamar histórico da companhia. Entre os destaques que contribuíram para o aumento da recorrência estão a oferta de SaaS (Software como Serviço), que teve avanço de 27% no trimestre, na comparação com o mesmo período do ano anterior, e das vendas de Cloud, que apresentaram crescimento de 72%.

Outro destaque em Tecnologia foi a ARR (Receita Recorrente Anualizada) de R$ 2,3 bilhões, com adição líquida recorde de R$ 90 milhões no trimestre, 63% acima do mesmo período do ano anterior.

Já na dimensão dos Produtos de Crédito (Supplier), a Receita manteve a tendência de crescimento, com um novo recorde de produção de crédito superior a R$ 2 bilhões, o que representa um avanço de 25% em relação ao primeiro trimestre de 2020.

O desempenho ganha ainda mais destaque quando considerada a sazonalidade típica nos três primeiros do ano, devido à redução da produção industrial nesse período do ano e à entressafra do agronegócio. A recuperação em "V" apresentada desde o terceiro trimestre de 2020 também fez com que a Supplier atingisse a maior posição de Carteira de Crédito já registrada, de R$ 1,4 bilhão, crescendo 21% na comparação com o 1T20.

(Redação - Investimentos e Notícias)