Porto Seguro apresenta lucro líquido de R$ 296,6 milhões

  •  
Porto Seguro apresenta lucro líquido de R$ 296,6 milhões (Foto: Pexels) Porto Seguro apresenta lucro líquido de R$ 296,6 milhões

A Porto Seguro alcançou resultados robustos no primeiro trimestre de 2021, apresentando crescimento de negócios em todas as verticais (Seguros, Negócios Financeiros, Saúde e Serviços), além de sólido resultado operacional e financeiro, levando a um aumento de 49,0% no lucro líquido recorrente¹. “Evoluímos em frentes que contribuem para alcançar os objetivos estratégicos de alavancar o crescimento da base de clientes, melhorar a experiência do consumidor e promover o aumento de eficiência operacional”, diz Roberto Santos, presidente da Porto Seguro e diretor de Relação com Investidores.

A empresa encerrou o período atingindo R$ 296,6 milhões de lucro líquido, resultando em um ROAE de 14,7% a.a. (4,0 p.p. vs. 1T20). O resultado financeiro chegou a R$ 193,7 milhões no trimestre, com um retorno sobre as aplicações financeiras de 2,36% (equivalente a 488% do CDI do período). Esse resultado é decorrente principalmente das alocações em títulos indexados à inflação, em ativos de renda variável e em fundos multimercado.

No consolidado de todos os negócios de Seguros, o índice combinado atingiu 92,3%, melhorando 1,8 p.p. no trimestre frente ao mesmo período de 2020, principalmente devido ao aperfeiçoamento na precificação e subscrição de riscos, e redução na sinistralidade decorrente do isolamento social, contribuindo para menores frequências de sinistros, especialmente no seguro Auto. O índice de despesas administrativas e operacionais, desconsiderando despesas e incentivos a programas sociais para combater os impactos da pandemia na sociedade, melhorou 0,3 p.p. (vs. 1T20), alcançando o melhor nível para um primeiro trimestre na série histórica dos últimos 10 anos em razão dos investimentos em tecnologia e aperfeiçoamento de processos para aumentar a eficiência operacional.

Na vertical Seguros, os prêmios cresceram 6,6% (vs. 1T20), alavancados principalmente pelo aumento dos prêmios dos seguros Auto e Patrimoniais. A carteira de seguro Auto obteve expansão de 6,7% nos prêmios emitidos e um incremento de 124 mil veículos em relação ao 1T20. Os prêmios dos seguros Patrimoniais avançaram 8,5% e os prêmios do seguro de Vida cresceram 2,6%, com destaque para o desempenho do Vida Individual.

A vertical Saúde apresentou expansão de 5,1% nos prêmios e receitas. Os prêmios do seguro Saúde Empresarial evoluíram 4,7%, com crescimento de 34,3% no número de empresas seguradas em comparação ao primeiro trimestre de 2020. O Seguro Odontológico alcançou 651 mil vidas seguradas, uma expansão de 7,6% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Na vertical Negócios Financeiros, a carteira de crédito atingiu R$ 10,4 bilhões, crescimento de 29,0% em relação ao 1T20, e obteve um aumento de 16,2% nas receitas recorrentes, com crescimento de duplo dígito nos principais negócios – destaque para a expansão de 39,1% na carteira de Financiamento e para o crescimento de 29,7% nas receitas do Consórcio. O gerenciamento eficaz da carteira de crédito e as ações para mitigação de risco contribuíram para a redução da inadimplência (NPL +90 dias), que atingiu 4,0%, apresentando melhora tanto em relação ao 4T20 (-0,4 p.p.) quanto ao 1T20 (-0,8 p.p.) e ficando abaixo da média mesmo quando comparado com períodos anteriores à pandemia.

Na vertical Serviços, as receitas recorrentes² cresceram 21,9%, com destaque para o Carro Fácil, que alavancou 25,2% e alcançou 7,4 mil contratos ativos (+17,5% vs. 1T20), e também para a expansão de 53,9% nas receitas da Porto.Pet (nome da nova marca em substituição à Health for Pet). A vertical Serviços conta também com outros produtos sinérgicos aos negócios da Porto Seguro com alto potencial de expansão, tais como o Porto Cuida, Porto Faz e o Reppara!.

No campo da inovação, no primeiro trimestre de 2021 houve o lançamento de importantes iniciativas para os objetivos estratégicos da Porto Seguro, como o “Bllu”, primeiro seguro de automóvel por assinatura, que traz a proposta de um produto de fácil contratação, com benefícios e coberturas essenciais e potencial de alavancar o crescimento da carteira de clientes da empresa e contribuir com o aumento da inclusão securitária. Outra novidade foi o lançamento do “Tech Fácil”, serviço de assinatura para smartphones da Porto Seguro. Houve também troca da marca Health for Pet por Porto.Pet, e o anúncio do acordo com a Petlove, em que a Porto Seguro irá transferir a operação de seguros de pets para a Petlove e passará a deter 13,5% de participação acionária na empresa (a operação ainda precisa ser homologada pelo CADE). Além disso, a companhia segue avançando no crescimento dos atendimentos via WhatsApp, com 1/3 do total de assistências já passando por esse canal que, além de melhorar a experiência do cliente, contribui para ganhos de eficiência operacional.

Na frente ASG, neste trimestre se destacam algumas iniciativas que já fazem parte da história da Porto Seguro há anos, tais como a Associação Crescer Sempre, o Programa Jovem Aprendiz do Instituto Porto Seguro e o Programa de Voluntariado, e são apresentadas algumas novas iniciativas: no campo social, além do encerramento do Programa Meu Porto Seguro, que impactou positivamente a vida de mais de 20 mil pessoas, foi lançado também o Projeto Quentinhas, que ajuda a sociedade no entorno da empresa neste momento difícil; no campo ambiental, a Porto Seguro passou a fazer parte do Índice Carbono Eficiente (ICO2) da B3 e iniciou o processo de inventário dos Gases de Efeito Estufa; já em relação à governança, a Porto Seguro foi homologada pela “Women On Board” por ter duas mulheres em seu Conselho de Administração.

Principais destaques (1T21 em comparação com 1T20):
Receita Total : R$ 4.847 milhões (+6,8%)
Receita Seguros: R$ 3.392 milhões (+6,6%)
Receita Negócios Financeiros: R$ 774 milhões (+7,8%)
Receita Saúde: R$ 524 milhões (+5,1%)
Receita Serviços: R$ 156 milhões (+11%)
Índice Combinado (seguros): 92,3% (-1,8 p.p.)
Resultado Operacional: R$ 369,4 milhões (-12,3% p.p.)
Resultado Financeiro: R$ 193,7 milhões
Lucro Líquido Total: R$ 296,6 milhões (+49%)

(Redação – Investimentos e Notícias)