Lucro líquido do Banco Mercantil atingiu R$ 151 milhões

  •  
Lucro líquido do Banco Mercantil atingiu R$ 151 milhões (Foto: Pexels) Lucro líquido do Banco Mercantil atingiu R$ 151 milhões

O Mercantil do Brasil (MB) acaba de divulgar os resultados do quarto trimestre de 2020. O banco segue trabalhando incansavelmente para entregar resultados sólidos e valor para os clientes, mesmo diante dos desafios impostos pela pandemia do novo coronavírus.

No quarto trimestre, o lucro líquido acumulado do MB atingiu o recorde de R$ 151 milhões, um crescimento de 24% quando comparado ao mesmo período em 2019, mantendo a trajetória de crescimento observada desde 2018. Diante deste resultado, o Retorno sobre o Patrimônio Líquido Médio (ROAE) foi de 22,24% último no trimestre de 2020.

No período, os ativos totais somaram R$ 10,7 bilhões e o patrimônio líquido R$1,034 bilhão. Atualmente, a carteira de crédito é de R$ 6,4 bilhões.

Já as captações alcançaram R$ 8,6 bilhões e a receita de prestação de serviços R$ 318 milhões, atingindo um crescimento de 17%.

O índice de Basileia continuou confortável, alcançando 16,6% no período, sendo que o mínimo exigido pelo Banco Central é de 10,5%. Desta forma, o MB tem ainda bastante espaço para crescer a carteira de crédito.

Houve aumento expressivo da participação dos canais digitais, representando atualmente 51% do total das transações. O banco inaugurou 51 lojas digitais e expandiu sua atuação na região centro-oeste e na Bahia, estando presente hoje em 176 municípios. Com isso, alcançou a marca de 2,6 milhões de clientes ativos.

Vale destacar que, de acordo com a NPS (Net Promoter Score), uma métrica que tem como objetivo medir a satisfação e lealdade dos clientes com as empresas, o MB está na zona de excelência.

“Diante dos números que atingimos e do reconhecimento que obtivemos em 2020, acreditamos que estamos no caminho certo. Temos a solidez da tradição mas somos um banco moderno e o melhor para o público acima de 50 anos”, destaca Gustavo Araújo, CEO do banco.

MB no segmento especial de listagem Nível I da B3 S.A

Recentemente, o Mercantil do Brasil migrou para o segmento especial de listagem Nível I da B3 S.A. – Brasil, Bolsa e Balcão. Com a mudança, as ações ordinárias e preferenciais de emissão do banco passaram a ser negociadas no Nível I, o que reforça o compromisso da instituição com o aprimoramento de sua governança.

As empresas listadas no segmento Nível 1 devem adotar práticas que favoreçam a transparência e o acesso às informações pelos investidores. Para isso, divulgam informações adicionais às exigidas em lei como, por exemplo, um calendário anual de eventos corporativos. O free float mínimo de 25% deve ser mantido nesse segmento, ou seja, a empresa se compromete a manter no mínimo 25% das ações em circulação no mercado.

Em paralelo, o banco passa a adotar novas práticas de ESG, sigla em inglês para “Environmental, Social and Governance” (Ambiental, Social e Governança, em português), que favorecem ainda mais a transparência dos processos e o acesso dos investidores às informações. O Mercantil do Brasil é signatário do Pacto Global da ONU e um dos membros do Hub ODS Minas e da Rede Desafio 2030 para cumprimento da agenda de desenvolvimento sustentável da ONU e de seus 17 objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS).

Grandes conquistas

Como reconhecimento de uma instituição cada vez mais sólida e confiável, em 2020 o MB conquistou o 2º lugar no ranking regional do GPTW e a classificação de 6ª melhor instituição financeira do país para se trabalhar, de acordo com o ranking do prêmio GPTW Instituições Financeiras 2020.
O Mercantil do Brasil também foi reconhecido pelo Prêmio Cliente S/A 2020, conquistando ouro na categoria “Líder em Estratégia Direcionada ao Cidadão e bronze na categoria “Líder/Talento”. Já na 8ª edição do Prêmio Smart Customer conquistou o ouro na categoria “Respeito ao Cliente” e prata na categoria “Relacionamento, Regulação e Governo”. Outra grande conquista foi o 1° lugar na Categoria Bancos Médio Porte, no 21º Prêmio Consumidor Moderno 2020, uma referência de excelência no atendimento a clientes e consumidores.

E as conquistas continuam. Há 78 anos no mercado, o MB é responsável pelo pagamento de benefícios do INSS em Minas Gerais e no interior de São Paulo. No leilão do INSS que ocorreu em dezembro de 2019, o banco manteve os cinco lotes que já havia ganhado em 2009 e 2014, e conquistou três adicionais.

O MB é também o primeiro banco da América Latina a ser certificado pela ISO 9001, que reconheceu a qualidade dos fluxos de atendimento a beneficiários do INSS adotados pela empresa no pagamento de benefícios, na abertura de conta e na oferta de produtos e serviços.

(Redação – Investimentos e Notícias)