Ritmo de crescimento das exportações desacelera em agosto, mostra FGV

O saldo da balança comercial de agosto foi de US$ 6,6 bilhões, elevando o superávit acumulado no ano para US$ 36,3 bilhões, segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV). O resultado, como tem ocorrido ao longo do ano, é explicado pela acentuada queda nas importações (28,5% entre os meses de agosto de 2019 e 2020) e não por uma melhora nas exportações, que recuaram 9,8%.

  • Publicado em Economia

Balança comercial apresenta superávit de 3,673 bi em fevereiro

A balança comercial - diferença entre exportações e importações - fechou fevereiro com o segundo maior saldo positivo para o mês desde o início da série histórica, em 1989. No mês passado, o país vendeu US$ 3,673 bilhões a mais do que comprou do exterior, de acordo com a Secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Economia.

Governo torna mais ágil autorização para importação de alimentos

O governo federal tornou mais ágil o processo de autorização para importação de alimentos de origem animal. As empresas não precisam mais mandar um representante a uma unidade regional do Ministério da Agricultura, Pecuária e do Abastecimento (Mapa) e podem, a partir de hoje (15), solicitar a autorização por meio digital.

 

Importações fazem superávit comercial cair 17% no 1S18

O crescimento das importações em ritmo maior que o das exportações fez o saldo da balança comercial cair no primeiro semestre. Segundo o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), o país exportou US$ 30,055 bilhões a mais do que importou nos seis primeiros meses do ano. O superávit é 17% inferior ao mesmo período do ano passado (US$ 36,210 bilhões).

Associação projeta aumento de 11,7% nas importações em 2018

Na primeira previsão para a balança comercial de 2018, divulgada hoje (14) no Rio de Janeiro, a Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB) estimou que as exportações alcançarão US$ 218,966 bilhões, alta de 1,1% em comparação aos US$ 216,462 bilhões esperados este ano. As importações ficarão em US$ 168,625 bilhões, mostrando aumento de 11,7% sobre os US$ 150,995 bilhões projetados para 2017. O saldo, contudo, será negativo em 23,1%, com total de US$ 50,341 bilhões no próximo ano, valor inferior aos US$ 65,467 bilhões previstos para 2017.

Importações do setor têxtil e de confecção crescem 25%

As importações do setor têxtil e de confecção (sem fibra de algodão) aumentaram 25% em volume entre janeiro e julho deste ano, e 6% na comparação entre julho de 2017 e o mesmo mês de 2016, mostrou balanço divulgado pela Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit). 

Importações de vestuário da China duplicam em abril

As importações brasileiras de vestuário da China deram novo salto em abril, crescendo 102,56% no período, em relação ao mesmo mês de 2015. É o que mostram os dados da balança comercial do setor, divulgados pela Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção). Em volume, as compras de produtos chineses alcançaram 6.810 toneladas em abril de 2017, contra 3.362 toneladas no mesmo mês de 2016.

Assinar este feed RSS