Demanda do consumidor por crédito cresce 5,0% em setembro

A demando do consumidor por crédito teve a sua segunda alta anual consecutiva, de acordo com o indicador da Serasa Experian. Em setembro deste ano, na comparação com o mesmo mês do ano passado, a procura por crédito registrou crescimento de 5,0% (considerando a mesma visão, em agosto, a alta foi de 0,7%). A região Norte foi a que apresentou a maior expansão em setembro (9,4%), seguida do Sudeste (5,5%), Sul (4,2%), Centro-Oeste (4,0%) e Nordeste (3,6%).

  • Publicado em Economia

Confiança do consumidor cai em outubro

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) da Fundação Getulio Vargas caiu 1,0 ponto em outubro, para 82,4 pontos, interrompendo a tendência de recuperação iniciada em maio. Em termos de média móvel trimestral, o ICC subiu 1,2 ponto, registrando a quarta alta consecutiva, porém em ritmo de desaceleração.

  • Publicado em Economia

Confiança do consumidor mantém tendência de alta

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) da Fundação Getulio Vargas subiu 3,2 pontos em setembro, para 83,4 pontos, mantendo a tendência de crescimento gradual pelo quinto mês consecutivo. Apesar da sequência de resultados positivos, o ICC segue em patamar inferior ao período pré-pandemia (87,8 pontos em fevereiro).

  • Publicado em Economia

Confiança do consumidor tem ligeira alta em agosto

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) da Fundação Getulio Vargas subiu 1,4 ponto em agosto, para 80,2 pontos, mesmo nível de março desse ano quando a economia começou a ser impactada pela pandemia do novo coronavírus. Em médias móveis trimestrais, houve alta de 6,0 pontos.

Confiança do consumidor da zona do euro cai em junho

O índice de confiança do consumidor nos 17 países que compõem a zona do euro recuou -14,7 pontos em junho deste ano, segundo dados divulgados hoje pela Comissão Europeia. O número veio em linha com o esperado por analistas (-14,7).

(Redação – Investimentos e Notícias)

 

Confiança do Consumidor sobe em maio

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) da Fundação Getulio Vargas subiu 3,9 pontos em maio, para 62,1 pontos. O resultado pode ser interpretado como uma acomodação ao recuperar apenas 13,2% da queda de 29,6 pontos acumulada nos dois meses anteriores.

Assinar este feed RSS