Dívida externa totaliza US$348 bilhões em fevereiro

A posição da dívida externa bruta estimada para fevereiro totalizou US$348 bilhões, diminuição de US$484 milhões em relação ao estoque de dezembro de 2014, segundo dados do Banco Central (BC). A dívida externa estimada de longo prazo atingiu US$289 bilhões, redução de US$1,8 bilhão, enquanto o endividamento de curto prazo somou US$59 bilhões, elevação de US$1,3 bilhão, no mesmo período.

IBC-Br recua 0,11% em janeiro

A atividade econômica recuou 0,11% em janeiro com relação ao mês imediatamente anterior, na série dessazonalizada, de acordo com informações divulgadas hoje, 16, através do Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br).
  

BC e Ministério Público Federal firmam acordo de cooperação

O presidente do Banco Central do Brasil (BC), Alexandre Tombini, e o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, assinaram um Acordo de Cooperação Técnica para ampliar o intercâmbio de informação e atuação articulada entre os órgãos no que concerne aos direitos dos consumidores de produtos e serviços financeiros, visando aprimorar a atividade de regulação e fiscalização do Sistema Financeiro Nacional (SFN).

IC-Br sobe 4,97% em fevereiro

O Índice de Commodities Brasil (IC-Br), que acompanha os preços das commodities (produtos primários com cotação internacional), registrou, em fevereiro, alta de 4,97%, na comparação com janeiro.

Setor público consolidado registra superávit primário em janeiro

O setor público consolidado registrou superávit primário de R$21,1 bilhões em janeiro, segundo dados do Banco Central (BC). O Governo Central, os governos regionais e as empresas estatais apresentaram superávits de R$10,1 bilhões, R$10,5 bilhões e R$444 milhões, na mesma ordem.

Dívida mobiliária federal totaliza R$2.138 bilhões em janeiro

A dívida mobiliária federal interna, fora do Banco Central, avaliada pela posição de carteira, totalizou R$2.138 bilhões (41,5% do PIB) em janeiro, registrando decréscimo de R$45,7 bilhões em relação ao mês anterior, segundo dados do BC. O resultado refletiu resgates líquidos de R$69,6 bilhões, e incorporação de juros de R$23,9 bilhões.

Dívida líquida do setor público alcançou R$1.885 bilhões em janeiro

A dívida líquida do setor público alcançou R$1.885 bilhões em janeiro (38,6% do PIB), reduzindo-se 0,1 p.p. do PIB em relação ao mês anterior, segundo dados do Banco Central (BC). O superávit primário do mês respondeu por redução equivalente a 0,4 p.p. na relação DLSP/PIB, e o efeito do crescimento do PIB nominal, por redução de 0,2 p.p. Esses fatores foram parcialmente compensados pelos juros nominais incorporados e pelo ajuste de paridade da cesta de moedas que compõem a dívida externa líquida, que responderam por elevações equivalentes a 0,4 p.p. e 0,1 p.p., respectivamente.

Dívida líquida do setor público alcançou R$1.885 bilhões em janeiro

A dívida líquida do setor público alcançou R$1.885 bilhões em janeiro (38,6% do PIB), reduzindo-se 0,1 p.p. do PIB em relação ao mês anterior, segundo dados do Banco Central (BC). O superávit primário do mês respondeu por redução equivalente a 0,4 p.p. na relação DLSP/PIB, e o efeito do crescimento do PIB nominal, por redução de 0,2 p.p. Esses fatores foram parcialmente compensados pelos juros nominais incorporados e pelo ajuste de paridade da cesta de moedas que compõem a dívida externa líquida, que responderam por elevações equivalentes a 0,4 p.p. e 0,1 p.p., respectivamente.

Assinar este feed RSS