Justiça bloqueia bens de Eduardo Paes e mais seis pessoas

A juíza Ana Helena Mota Lima Valle, da 26ª Vara Criminal do Rio de Janeiro, aceitou ontem (22) denúncia oferecida pelo Ministério Público contra o ex-prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes; o ex-secretário municipal de Saúde Hans Dohmann e outras cinco pessoas por suspeita de fraude em licitação em 2013. A Justiça também determinou, de modo cautelar, o bloqueio de bens no valor de até R$ 7,43 milhões dos denunciados.

Bolsonaro destacará abertura econômica e democracia

O presidente Jair Bolsonaro discursa hoje (22), pela primeira vez, depois de eleito, no exterior. Ele participa da abertura da 39ª edição do Fórum Econômico Mundial, que reúne a elite política e econômica global, em Davos, na Suíça. Em um discurso de 45 minutos, vai destacar a disposição do Brasil na abertura econômica, no combate à corrupção e no compromisso com a democracia.

BC mantém selic em consonância com incertezas políticas, diz FecomercioSP

O Banco Central (BC) manteve, mais uma vez, a Taxa Selic em 6,5%. A taxa está nesse patamar desde o fim do ciclo de quedas em março. Essa medida está em consonância com as incertezas eleitorais, que começam a ser dissipadas neste mês, avalia a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). De acordo com a Entidade, entretanto, ainda é tudo muito recente e o Banco Central não tem condições de avaliar com precisão quais são os ditames da futura equipe econômica. O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), agora projetado, se elevou um pouco acima da casa dos 4%, por conta do aumento do preço de alimentos em junho e julho, e depois pela pressão cambial mais recente.

  • Publicado em Economia

Dias Toffoli é eleito presidente do Supremo

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli foi eleito hoje (8) pelo plenário para ocupar o cargo de presidente da Corte a partir do próximo mês. A votação foi feita de maneira simbólica porque Toffoli é o vice-presidente da Corte e já ocuparia o cargo, conforme o regimento interno do STF.

Justiça condena Marcos Valério a 16 anos de prisão

A Justiça de Minas Gerais condenou o publicitário Marcos Valério a 16 anos e 9 meses pelos crimes de lavagem de dinheiro e peculato pelo desvio de R$ 3,5 milhões de estatais mineiras, em 1998, durante a campanha à reeleição do ex-governador de Minas Eduardo Azeredo. Os sócios de Valério, Cristiano Paz e Ramon Hollerbach, também foram condenados no processo a mesma pena.

Assinar este feed RSS