Inovações auxiliam empresas na reciclagem de resíduos

Inovações auxiliam empresas na reciclagem de resíduos (Foto: Divulgação) Inovações auxiliam empresas na reciclagem de resíduos

A tecnologia se tornou uma importante aliada das empresas na promoção de atitudes sustentáveis. De olho nessa oportunidade de mercado, as startups, por meio de aplicativos ou sites, estão investindo em soluções sustentáveis para atrair o interesse de grandes empresas varejistas. Segundo o economista e especialista em tecnologias disruptivas, Arie Halpern, inovações auxiliam empresas na reciclagem de resíduos e transformam a atitude sustentável em um modelo de negócios rentável.

Cada vez mais, as companhias percebem que o aproveitamento de resíduos ou a reciclagem de materiais é um benefício para o meio ambiente e, ao mesmo tempo, melhora o caixa. A correta destinação de resíduos pode reduzir despesas, ou até gerar lucro, quando bem administrada.

Com o objetivo de diminuir os impactos causados pelo uso de combustíveis fósseis, o Departamento Nacional de Energia Renovável dos Estados Unidos desenvolveu um aplicativo que permite consultar estações de energia alternativa para a produção industrial. O app Alternative Fueling Station Locator lista as 20 estações de distribuição de energia limpa mais próximas e separa as opções de acordo com o tipo de insumo que oferecem: gás natural, biodiesel, etanol, etc.

Apesar da baixa taxa de reciclagem registrada nos Estados Unidos – apenas 35% dos resíduos sólidos são reciclados – algumas empresas investem fortemente no aproveitamento de todo material utilizado. Um exemplo é a Texas Instrument, que recicla 81% de seus resíduos sólidos não-tóxicos. Com esse porcentual, a empresa consegue economizar U$ 64 milhões por ano. Para atingir este resultado, a Texas recorre a sistemas criados internamente para administrar todo o material que sobra após a produção.

O Brasil ainda não é considerado um grande polo de reciclagem, porém se destaca pela criação e desenvolvimento de tecnologias que ajudam empresas e cooperativas a aproveitar ao máximo as matérias primas.

Criado por um engenheiro ambiental brasileiro, o Carbon Z é um aplicativo que calcula o número de mudas de árvores que devem ser plantadas para reduzir o impacto ambiental causado. O cálculo é baseado no tipo e no volume de produção de cada empresa, e o app ainda pode se responsabilizar pelo plantio das mudas, se houve interesse e mediante pagamento. Nesse caso, o usuário recebe no prazo de uma semana as coordenadas geográficas sobre o local em que as árvores serão plantadas, quais espécies e uma foto da área. As mudas recebem um QR Code que funciona como um RG da planta, contendo informações da empresa responsável pelo plantio.

Outra inovação brasileira, a B2Blue é uma plataforma de valorização de resíduos que conecta vendedores e compradores interessados em negociar material reciclável para geração de renda. Com 20 mil empresas cadastradas e mais de 500 mil usuários, a plataforma media transações entre empresas que possuem algum resíduo sobrando em seu estoque – e que desejam dar ao material uma outra destinação que não seja o lixo – e o interessado em comprar o material para utilizá-lo em algum processo. Atualmente, a plataforma negocia em torno de 8 mil tipos diferentes de resíduos, que variam de tiras de couro, e pedaços de espuma (polietileno) até placas de Raio X usadas. Ao todo, são 756 mil toneladas de resíduos negociáveis, avaliados em 770 mil reais.

(Redação – Agência IN)