Duratex recicla peças de louças sanitárias

Duratex recicla peças de louças sanitárias Foto: Divulgação Duratex recicla peças de louças sanitárias

No processo produtivo de louças sanitárias Deca, uma das marcas da Duratex, o maior desafio era dar destino certo às peças que apresentavam algum tipo de imperfeição e que foram reprovadas pelos critérios de qualidade da companhia. Para evitar o descarte dos itens com defeito, a empresa desenvolveu o Britador de Louças, solução que permite a reinserção do resíduo no próprio processo de produção, gerando, ainda, a redução de custos com a compra de nova matéria-prima.

Na prática, o sistema elaborado pela empresa funciona de forma simples. Durante a inspeção das peças, aquelas que apresentam algum defeito ou que foram danificadas durante a fabricação são reprovadas. Ao invés de serem descartadas, elas passam pelo triturador, são moídas e parte deste material é utilizado em substituição às matérias-primas, gerando novas peças, sem alteração nas características do produto final.

Os britadores foram instalados em quatro das cinco unidades da Deca – Louças Jundiaí, Louças Paraíba, Louças Recife e Louças Sul em 2014. A unidade Louças Queimados já foi construída com essa tecnologia. Em cada implementação foi investido R$ 1 milhão, sendo que, em dois anos, a companhia já obteve o retorno desse investimento.

A Duratex chega a economizar o mesmo valor, por ano, com o processo de reaproveitamento de resíduos de louças. "As cinco unidades industriais de louças Deca deixaram de comprar, em média, 6% da matéria-prima necessária para dar lugar à louça reciclada. Com isso também evitamos o descarte de resíduo em aterros”, diz Roberto Mortara, gerente de Engenharia e Tecnologia de Louças da Duratex.

Outras iniciativas

Além do Britador de Louças nas unidades de negócios Deca, outras iniciativas têm gerado receita e economia à Duratex. A companhia vende à indústria os moldes de gesso utilizados no processo de fabricação dos produtos, que são incorporados à produção de cimento. Nas unidades produtoras de Metais Deca, uma tecnologia pioneira permite recuperar e reutilizar no processo produtivo o bronze e o latão presentes na borra que sobra do processo de fundição, reduzindo a geração de resíduos.

Essas e outras ações socioambientais renderam à companhia, em 2015, menção honrosa no Prêmio FIESP de Mérito Ambiental (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), que destaca as empresas que conseguiram resultados significativos na implementação de projetos ambientais no Estado de São Paulo.

(Redação - Agência IN)