Captação líquida da poupança fica negativa no dia 13 de fevereiro de 2020

  •  
Captação líquida da poupança fica negativa no dia 13 de fevereiro de 2020 Foto: Divulgação Captação líquida da poupança fica negativa no dia 13 de fevereiro de 2020

De acordo com os dados do Banco Central (BC), no dia 13 de fevereiro de 2020 os saques na poupança superaram os depósitos, pelo quarto dia seguido. Os saques somaram R$ 7,998 bilhões e os depósitos R$ 7,098 bilhões. A captação líquida ficou negativa em R$ 900 milhões.

Em fevereiro, até o momento, os depósitos totalizam R$ 101,729 bilhões, as retiradas em R$ 103,610 bilhões e a captação líquida negativa em R$ 1,881 bilhão. Os rendimentos creditados somam R$ 1,368 bilhão.

Em janeiro, as retiradas da caderneta de poupança, de R$ 229,344 bilhões, superaram os depósitos de R$ 216,987 bilhões. Com isso, a captação líquida ficou negativa em R$ 12,356 bilhões em janeiro. Foi o maior volume de saques em um mês em toda a série histórica do Banco Central. No primeiro mês de 2020, os rendimentos creditados somaram R$ 2,506 bilhões e o saldo da caderneta de poupança no mês ficou em R$ 835,615 bilhões.

(Redação - Investimentos e Notícias)