Empresas atribuem baixa prioridade à segurança de impressão

  •  
Empresas atribuem baixa prioridade à segurança de impressão (Foto: Divulgação) Empresas atribuem baixa prioridade à segurança de impressão

Segundo uma pesquisa da Quocirca, empresa que analisa o impacto comercial da tecnologia da informação e comunicações (ITC), as companhias atribuem baixa prioridade à segurança de impressão, apesar de mais de 60% delas admitirem já terem sofrido com violação de dados relacionada à impressão.

Hoje em dia muitas informações importantes acabam tramitando através dos equipamentos. E com isso, as impressoras e multifuncionais também podem ser alvo de malware, hacking ou violação de dados e causar uma perda muito grande a empresa. “Por isso, em parceria com a Lexmark, apontada pelo IDC MarketScape como líder em soluções de segurança e serviços de impressão, conseguimos construir uma ponte segura entre informações digitais e impressas”, explica Danilo Munhos, gerente de marketing da Gomaq

Além disso, de acordo com um estudo da IDC, líder em inteligência de mercado, a maioria das empresas globais desperdiça cerca de 14% em tarefas relacionadas a documentos e práticas de impressão ineficientes. Diante deste cenário, através um serviço de gerenciamento de impressão (MPS), é possível otimizar e gerenciar a infraestrutura de impressão e a produção de documentos.

De acordo com Danilo Munhos, os projetos realizados pela Gomaq em parceria com a Lexmark são reconhecidos por sua segurança e tecnologia, pois a nova linha da Lexmark já vem até com sistema anti-vírus. “Conseguimos, através do MPS, entregar visibilidade e controle de todo o ambiente de impressão e digitalização. Além da segurança do ambiente os equipamentos Lexmark contam com HD’s que possuem as informações criptografadas e subscritas a cada utilização, garantindo assim ainda mais a segurança para as empresas”, ressaltou.

A Gomaq possui uma parceria com a Lexmark de quase 20 anos e atualmente possui uma estrutura especializada para o gerenciamento de documentos MPS. “Possuímos uma logística própria e mais de 20 técnicos treinados e certificados pela fabricante para atender clientes de pequeno, médio e grande porte, além de analistas de projetos especializados no fluxo e gerenciamento de documentos”, disse Munhos.

Segundo o executivo, vale destacar que utilizando o MPS também é possível reduzir custos, pois uma impressão frente e verso permite a economia em insumos, já que gasta a metade de papel que uma impressão padrão. “A empresa também economiza tempo, já que uma impressão frente e verso automática imprime diretamente duas faces, por isso, você não tem que esperar que um lado seja impresso para voltar a colocar o papel e ainda economiza espaço, diminuindo a quantidade de papel, além de cuidar também do meio ambiente”, conclui.

(Redação - Investimentos e Notícias)