Pamella Cajano

Pamella Cajano

Ainda há espaço para novos cortes de juros, avalia SPC Brasil

O Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) aprova a decisão tomada na noite desta quarta-feira (25/10) de reduzir a taxa Selic em 0,75 pontos percentuais. Com esse novo corte, a taxa básica de juros da economia brasileira diminui para 7,5% ao ano, se aproximando do mínimo histórico de 7,25% que vigorou no início de 2013, quando havia uma maior pressão inflacionária.


BC acerta ao reduzir Selic para 7,5%, aponta FecomercioSP

Para a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), o Banco Central (BC) foi sensato e acertou ao reduzir a Taxa Selic em 0,75 ponto porcentual (p.p.), passando de 8,25% para 7,5% ao ano. O ritmo de queda nas cinco reuniões anteriores foi de 1 ponto porcentual, trazendo, conforme projeção da FecomercioSP, a Selic para um dígito logo no início do segundo semestre e se aproximando ainda mais do patamar de 7%, que é exatamente a projeção da Entidade para o fim do ano.

Decisão do Banco Central foi acertada, afirma ACSP

Para Alencar Burti, presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), o Comitê de Política Monetária do Banco Central acertou ao reduzir a taxa Selic em 0,75 ponto percentual nesta quarta-feira (25/10).

'Foi uma decisão adequada. É um número que se aproxima dos recordes de baixa da Selic e, sem dúvida alguma, traz mais esperança aos investimentos, ao consumo e à economia como um todo. Esperamos que essa política prossiga nas próximas reuniões, levando a taxa básica de juros ao menor valor da história', diz Burti.

(Redação - Agência IN)

Assinar este feed RSS