AGRONEGÓCIO: Embarques de carne suína voltam a recuar em dezembro

Após registrar um importante reaquecimento no segundo semestre de 2018, os embarques brasileiros de carne suína voltaram a recuar em dezembro. Apesar disso, de acordo com levantamento do Cepea, os preços internos das carcaças e também do animal vivo se mantiveram firmes no mês, sustentados pela típica demanda doméstica de final de ano e pela menor oferta de suínos prontos para o abate.

Preço da carne suína continua em queda

O ritmo de vendas no mercado atacadista da Grande São Paulo segue pressionando os valores da carne suína, de acordo com pesquisadores do Cepea. No último mês do ano passado, os negócios estiveram abaixo do esperado para o período, o que elevou a disponibilidade da carne no início de 2018. 

Consumo de carne suína pode aumentar em 2018

Estudo do Cepea indica que o consumo doméstico de carne suína pode aumentar 1,63% em 2018, o que corresponde a 49,6 mil toneladas a mais frente ao estimado para 2017. Esse incremento na demanda tem como base o cenário mais conservador de crescimento do PIB previsto pelo Banco Central do Brasil (BC), de 0,62% em 2018.

Consumo de carne suína não aumentou como o esperado

Apesar do avanço do mês, o consumo de carne suína não aumentou como o esperado por agentes do setor – a liquidez costuma se elevar em dezembro. Nesse cenário, alguns frigoríficos do Sul do País já interromperam a produção neste ano e concederam férias coletivas aos funcionários, o que resultou em sobreoferta de animais vivos nessa região, conforme colaboradores do Cepea. 

Demanda aquecida impulsiona cotações da carne suína no sudeste

Devido à proximidade do fim de ano e à expectativa de aquecimento nas vendas de carne suína, alguns frigoríficos já estão formando estoques, impulsionando os preços das carnes e dos cortes, principalmente nas praças acompanhadas pelo Cepea no Sudeste do País. Essa valorização no atacado, por sua vez, já é vista também para o animal, que registra oferta ajustada frente à reação na demanda. 

Redução da demanda pressiona valores da carne e do vivo suíno

Os estoques de cortes suínos aumentaram nesta semana, em decorrência da demanda enfraquecida nas principais regiões acompanhadas pelo Cepea. Segundo colaboradores consultados, a redução do consumo, observada desde a semana do Dia dos Pais, quando as vendas não atingiram as expectativas, se intensificou ainda mais com a entrada da segunda quinzena do mês.

Assinar este feed RSS