Em três anos, Brasil perde 143.647 GWh da produção de Itaipu

Em três anos, Brasil desperdiçou o equivalente a 1,4 vezes toda a produção de Itaipu de 2016 em energia, afirma ABESCO
Segundo análise da Associação Brasileira das Empresas de Serviços de Conservação de Energia (ABESCO), nos últimos três anos o Brasil desperdiçou 143.647 GWh, ou seja, um volume 1,4 vezes maior que toda a produção de energia elétrica de Itaipu em 2016 e um potencial de economia de R$ 61,71 bilhões.


Luiz Fernando Vianna assume direção-geral de Itaipu

Tomou posse nesta segunda-feira (27/03) o novo diretor-geral do Brasil da Itaipu Binacional, Luiz Fernando Vianna. O ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, participou da cerimônia e exaltou a importância da hidrelétrica na matriz nacional e disse esperar que, no futuro, o exemplo de Itaipu possa ser replicado em outras parcerias com países vizinhos.

Itaipu bate seu próprio recorde de MWh

Faltando 15 dias para fechar o ano, a usina de Itaipu quebrou, nesta sexta-feira (16), às 11h01 (Horário Brasileiro de Verão), seu recorde histórico de 98,6 milhões de megawatts-hora (MWh), registrado em 2013, e fica muito próxima de reconquistar o título mundial anual estabelecido por Três Gargantas, na China.

Itaipu tem melhor novembro e parte para os 100 milhões de MWh

A usina de Itaipu registrou novembro recorde e os melhores onze meses de todos os tempos. No acumulado, a soma chega a 94.286.702 milhões de megawatts-hora. Toda essa energia produzida até agora seria suficiente para atender o Brasil por 2 meses e 11 dias; o Sudeste do Brasil por 4 meses e 19 dias, a cidade de Curitiba por 20 anos; e o Paraguai por 6 anos e 8 meses.

Itaipu chega aos 2,4 bilhões de megawatts-hora de produção

Em um ano surpreendente para a geração de energia elétrica, com sucessivos recordes, Itaipu atingiu a marca histórica de 2,4 bilhões de megawatts-hora, em 32 anos de operação, neste último sábado, 5 de novembro. Uma história que só foi possível ser construída graças à diplomacia de dois governos e por homens e mulheres do Brasil e Paraguai.

Assinar este feed RSS