Mitos e verdades sobre o cálcio

  •  
Mitos e verdades sobre o cálcio Foto: Divulgação Mitos e verdades sobre o cálcio

O cálcio é fundamental para manter os ossos fortes. No entanto, ainda existem muitas dúvidas sobre como obter e manter o nível recomendado do mineral no organismo, em cada fase da vida. Para elucidar estas questões, a Dra. Talita Poli Biason, gerente médica da unidade MIP (medicamento isento de prescrição) do Aché Laboratórios Farmacêuticos, destaca alguns mitos e verdades sobre o tema. Confira:

LEITE E SEUS DERIVADOS SÃO A PRINCIPAL FONTE DO MINERAL?

VERDADE – O leite e seus derivados são as principais fontes do nutriente, inclusive os produtos vendidos na forma desnatada, pois nesse processo somente a gordura é retirada e não o cálcio. Vale lembrar que pessoas com intolerância à lactose precisam encontrar uma alternativa para suprir as necessidades do mineral no organismo. Geralmente, se recorre a outros alimentos que contenham o nutriente ou à suplementação;

SOMENTE OS IDOSOS DEVEM SE PREOCUPAR COM A INGESTÃO DE CÁLCIO?

MITO – O consumo desse nutriente deve começar logo após o nascimento, por meio do leite materno, e perdurar durante toda a vida. A partir dos 30 anos, começa a perda progressiva e acentuada da massa óssea, além da menopausa no caso das mulheres, e estas mudanças, decorrentes da idade, podem ser um risco à saúde dos ossos;

A VITAMINA D AJUDA NA ABSORÇÃO DE CÁLCIO?

VERDADE – Um dos fatores que auxilia a absorção do cálcio é a presença, em nível adequado, de vitamina D no organismo. Esse pró-hormônio é produzido na pele, por meio da exposição solar, desempenhando um papel essencial na saúde óssea e muscular;

GESTANTES DEVEM DIMINUIR O CONSUMO DO MINERAL?

MITO – A gestação é o período em que organismo mais necessita do cálcio, pois o nutriente é importante para a formação do feto e também para manter a estrutura óssea da mamãe em perfeito estado. Após o nascimento, a ingestão do mineral precisa ser mantida na amamentação, já que mãe e criança precisam de cálcio;

O CÁLCIO PODE SER OBTIDO EM ALIMENTOS NÃO PROVENIENTES DO LEITE?

VERDADE – Alguns grupos alimentares podem ser fonte de cálcio, sendo uma alternativa ou mesmo forma de complementação ao leite e seus derivados. Alimentos como feijão, semente de gergelim, sardinha, couve e espinafre, são alguns exemplos, porém estes itens não possuem os níveis exigidos pelo organismo. Neste caso, a suplementação pode ser necessária;

A SUPLEMENTAÇÃO DE CÁLCIO É FEITA SOMENTE POR MEIO DE COMPRIMIDOS?

MITO – Até um passado recente, os suplementos eram produzidos em formato de comprimidos, de difícil deglutição e absorção. Atualmente, já existe uma alternativa em forma de tabletes mastigáveis, que suplementa as quantidades necessárias de cálcio. Os tabletes têm sabores chocolate e caramelo e ainda contam com a Tecnologia Avançada de Dissolução de Sólidos (TADS), uma inovação, que melhora expressivamente a dissolução do cálcio pelo organismo.

(Redação - Agência IN)