Wipro fecha trimestre fiscal com US$ 2.1 bilhões em receita bruta

  •  
Wipro fecha trimestre fiscal com US$ 2.1 bilhões em receita bruta Foto: divulgação Wipro fecha trimestre fiscal com US$ 2.1 bilhões em receita bruta

A Wipro Limited, empresa global líder em Tecnologia da Informação, Consultoria e Serviços de Processos de Negócios, acaba de anunciar os resultados financeiros do terceiro trimestre do seu ano fiscal, concluído em 31 de dezembro de 2017. O destaque desse fechamento fica por conta da estratégia digital, responsável por 25% de toda a receita bruta e impulsionando o valor final de US$ 2, 1 bilhões. Além disso, a receita do Segmento de Serviços de TI alcançou pouco mais de US$ 2 milhões, representando um aumento sequencial de 5,8% na comparação ano a ano.

Os resultados líquidos da empresa no trimestre somaram US$ 303 milhões, um decréscimo de 8,2% tendo em vista o quarter passado. No entanto, devido ao evento de insolvência de um cliente, o lucro líquido do trimestre aumentou 4,0% em relação ao mesmo período de 2017. No caso dos produtos de TI a receita chegou aos US$ 70 milhões, e a margem da mesma área para o quarter foi de 4,3%, comparado à margem de 2,9% para o trimestre encerrado em 30 de setembro de 2017.

A expectativa da Wipro para o próximo trimestre, que será concluído em 31 de janeiro desse ano, é uma receita de U$$2 073 milhões para Serviços de TI.

A Wipro continua em um excelente momento, com o fechamento de importantes contratos globais, tanto para serviços de TI quando para os negócios digitais, os quais têm crescido consideravelmente, inclusive no Brasil.

Exemplo disso, é que a Wipro fechou um contrato para serviços de espaço de trabalho, o qual abrange operações de desktops e serviços de usuários finais com uma rede líder do varejo brasileiro. Para alavancar o engajamento do consumidor nas lojas, serão aplicados chatbots via Wipro HolmesTM.

Uma empresa automotiva global selecionou a Wipro para redesenhar sua estratégia de varejo, desde espaços físicos até experiências digitais. Um importante fornecedor de pagamentos internacionais concedeu à Wipro Digital um projeto piloto focado em pagamentos e wearables. O projeto alavancará a expertise da Designit em tecnologia, produto e design de serviços.

Exemplo disso, é que a empresa foi escolhida para ser a fornecedora de um aeroporto líder na América do Norte no desenvolvimento de um sistema de TI resiliente, ágil e escalável. O programa irá melhorar os principais sistemas críticos do aeroporto para o negócio, tais como o processamento de passageiros, o processamento de Bagagem e o Banco de Dados Operacionais do Aeroporto (AODB), além de estabelecer as bases para iniciativas de transformação digital de próxima geração.

Para Abidali Z. Neemuchwala, CEO e Membro do Conselho da Wipro, "continuamos a melhorar a nossa trajetória de crescimento, levados pelo forte impulso em BFSI e no aumento nos cuidados de saúde. Isso também se reflete em nossas perspectivas para o próximo trimestre. Além disso, nossa liderança em Digital continua a se fortalecer, com mais de 25% de nossas receitas agora provenientes da área ".

Já segundo Jatin Dalal, CFO da Wipro, "fizemos um forte progresso com um número de clientes que contribuíram com receitas superiores a US$ 50 milhões, aumentando de 33 para 41 no último um ano. Nos primeiros nove meses do ano fiscal atual, geramos sólidos fluxos de caixa operacionais com 77 bilhões de rúpias, 14,2% a mais do que o mesmo período do ano passado. Também concluímos a recompra de ações em dezembro e vimos uma forte participação de nossos investidores ".

Para Ankur Prakash, VP para New Growth & Emerging Markets, "a América Latina tem uma parte extremamente importante nessa trajetória de crescimento, alavancando ainda a receita que alguns mercados mais maduros não têm alcançado. O Brasil e a região têm também crescido muito no reconhecimento de que estratégias digitais são mais do que necessárias, e a Wipro se coloca como um importante parceiro nesses momentos".

Na América Latina, a empresa manteve o foco na oferta de serviços nas seguintes linhas: Serviços de Infraestrutura Global, Tecnologias Avançadas e Soluções, Serviços de Aplicações de Negócios, Testing e BPO. Na região, a companhia possui cerca de 4.000 funcionários, 1.800 dos quais estão no Brasil, onde a empresa está presente desde 2006 e realiza iniciativas para a contratação e a capacitação de universitários da área de TI. A Wipro possui uma sede comercial em São Paulo e Centros de Entrega Global em Curitiba e Osasco. Além do Brasil, também atendem à América Latina os Centros de Entrega Global instalados na cidade de Guadalajara e Cuautitlán, no México, San José, na Costa Rica e presença na Argentina, Chile, Colômbia e Peru.

(Redação - Investimentos e Notícias)