Vulcabras Azaleia apresenta lucro de R$ 2,1 mi no 1T16

  •  
Vulcabras Azaleia apresenta lucro de R$ 2,1 mi no 1T16 Foto: Divulgação

A Vulcabras Azaleia (BOVESPA: VULC3), detentora das marcas Azaleia, Dijean, Olympikus, Opanka, OLK e Botas Vulcabras, encerrou o primeiro trimestre de 2016 com lucro líquido de R$ 2,1 milhões e EBITDA de R$ 37,5 milhões, aumento de 33,8% se comparado com o mesmo período do ano passado.

 

A companhia obteve também incremento das vendas nos três primeiros meses, atingindo R$ 292,2 milhões, 14,9% a mais que em 2015. Destes, R$ 245,7 milhões foram para o mercado interno e R$ 46,5 milhões no externo.

Os comparativos foram elaborados sem considerar a operação descontinuada na Argentina em 2015 para que os números avaliados partissem da mesma base. “O encerramento das operações da Reebok e da filial no País deram uma melhor posição de capital de giro e endividamento da empresa”, explica o CEO da Vulcabras Azaleia, Pedro Bartelle.

Os números positivos são reflexo do bom desempenho das marcas. No feminino, a criação de uma unidade única e a especialização da equipe se mostraram muito eficazes, resultando em ágil resposta ao mercado, com coleções assertivas. “As novas linhas de Azaleia, Dijean e Opanka tiveram uma excelente repercussão, contribuindo para o aumento das vendas”, afirma Bartelle.

Já no esportivo, a companhia continuou investindo em tecnologia e inovação, priorizando pesquisas e desenvolvimento de novos produtos, sempre em busca da melhor performance. Na opinião do CEO, os produtos da marca Olympikus têm se mostrado o melhor custo-benefício do mercado e uma ótima opção diante desse cenário adverso. Esse fato já é reconhecido pelos clientes, que aumentaram suas encomendas.

Mesmo com o cenário econômico adverso, a Vulcabras Azaleia tem conquistado bons resultados.

“Conseguimos crescer em faturamento em todas as divisões, confirmando que a estratégia de foco e de fortalecimento de nossas marcas próprias tem dado certo. Estamos recuperando nossa participação de maneira acelerada, registrando crescimento no patamar de dois dígitos”, finaliza o executivo.

(Redação -  Agência IN)