Volkswagen aumenta em 52% sua participação em países da América Latina

  •  
Volkswagen aumenta em 52% sua participação em países da América Latina Foto: Divulgação Volkswagen aumenta em 52% sua participação em países da América Latina

A Volkswagen registrou um aumento de 52% na participação de mercado em países da América Latina no primeiro trimestre de 2017 (3,2% de market share), em comparação com o mesmo período de 2016 (2,1%). A região, denominada internamente de LAM, engloba 26 países, com exceção de Brasil, México e Argentina. Em números absolutos, a marca aumentou em 54% suas vendas na região, partindo de 5.310 unidades no primeiro trimestre de 2016 para 8.173 unidades nos três primeiros meses de 2017.

“Com a criação da estrutura regional América do Sul, ganhamos maior autonomia em nossas decisões e tornamos nossos processos mais ágeis, o que fez com que ficássemos mais próximos a esses mercados, entendendo suas necessidades. A maior sinergia, aliada à oferta de produtos competitivos, tem garantido resultados bastante positivos e que certamente ainda renderão outros frutos”, diz o Presidente e CEO da Volkswagen do Brasil e América do Sul (SAM), David Powels.

Os mercados com maior participação da Volkswagen são Colômbia, Chile e Uruguai: neste último país, a marca também foi líder de vendas em 2016. Além deles, fazem parte do bloco Bolívia, Equador, Paraguai, Peru e países da América Central e Caribe.

“Há um potencial enorme a ser explorado nesses países. Por isso, nossa estratégia é intensificar esforços para aumentar nossa participação onde já estamos presentes e também abrir novos mercados”, afirma Thomas Owsianski, vice-presidente de Vendas e Marketing da Volkswagen para a região América do Sul (SAM).

O modelo da Volkswagen mais vendido na região LAM é o Gol, seguido pelo Voyage e o up!, produzidos no Brasil.

Desempenho positivo em 2017
Um dos mercados em que a Volkswagen tem aumentado seu volume de vendas é o Chile, que é um dos países com frota mais diversificada no mundo, por conta do grande número de marcas de veículos comercializadas no país. Mesmo com essa alta competitividade, a Volkswagen tem aumentado suas vendas no país, chegando a uma alta de 83% no primeiro trimestre de 2017, em comparação com o mesmo período de 2016. (943 unidades para 1.724 unidades).

No Uruguai, a Volkswagen foi líder de vendas em 2016 e nos primeiros três meses de 2017 registra um aumento de 100% nas vendas em relação ao mesmo período do ano passado (de 848 unidades para 1.698 unidades).

Região América do Sul
Em 2016, foi criada a estrutura regional da Volkswagen na América do Sul, América Central e Caribe, como parte da estratégia de regionalização mundial da marca. O CEO e presidente da Volkswagen do Brasil, David Powels, foi escolhido para comandar essa nova estrutura, em adição às suas funções no País. Dentro da estrutura, denominada SAM, que conta com 28 países, incluindo Brasil e Argentina, há uma subdivisão, chamada LAM, que compreende os mercados que não contam com operações da Volkswagen, ou seja, o comércio dos modelos da marca é feito por importadores locais. Já o México faz parte da região NAR (North America Region), que compreende também os EUA e Canadá.

A Volkswagen pretende conquistar uma participação ainda mais forte nesses mercados, por meio de um trabalho integrado, que visa trazer mais autonomia, responsabilidade e contato com os clientes destas localidades.

(Redação - Agência IN)