Vendas de carros usados caem 20,49% em janeiro

Destaque Vendas de carros usados caem 20,49% em janeiro (Foto: Divulgação) Vendas de carros usados caem 20,49% em janeiro

De acordo com levantamento feito pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), as transações de veículos usados, considerando todos os segmentos automotivos somados (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros), apresentaram queda de 20,49% em janeiro, na comparação com o mês anterior. Ao todo, foram transacionadas 1.088.709 unidades em janeiro de 2017, contra 1.369.314 em dezembro do ano passado.
Na comparação com o mês de janeiro/2016, o resultado geral de transações de usados apresentou alta de 15,33%, quando foram transferidas 944.029 unidades no período.

Para os segmentos de automóveis e comerciais leves, as transações apresentaram retração de 20,37%, em janeiro, na comparação com o mês anterior. Ao todo, foram negociadas 827.178 unidades no primeiro mês deste ano, contra 1.038.810 em dezembro. Em relação a janeiro/2016 (711.124 unidades), houve crescimento de 16,32% nas transações destes veículos.

De acordo com o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, já era esperada uma queda nos resultados entre dezembro e janeiro, devido à sazonalidade do período de férias e, também, por conta do aumento de gastos das famílias, comuns nesta época, com o IPVA, IPTU, matrícula e material escolar, por exemplo. “Porém se compararmos com os resultados de janeiro de 2016, temos crescimento nas transações. Isso demonstra que o mercado de usados, especialmente o de veículos com até três anos de fabricação, continua aquecido. Enquanto as vendas de automóveis e comerciais leves novos, neste período, caiu pouco mais de 4%, as transações de usados cresceram mais de 16%”, analisou o presidente da Fenabrave, completando que, atualmente, para cada unidade nova vendida, são negociados 5,8 automóveis e comerciais leves usados.

Do total de automóveis e comerciais leves transacionados, os usados (de 1 a 3 anos de fabricação) representaram 12,62% das negociações realizadas em janeiro de 2017.

(Redação – Agência IN)