Usiminas registra prejuízo líquido de R$ 24,4 milhões no 3T14

  •  
Usiminas registra prejuízo líquido de R$ 24,4 milhões no 3T14 (Foto: Divulgação) Usiminas registra prejuízo líquido de R$ 24,4 milhões no 3T14

A Usinas Siderúrgicas de Minas Gerais (Usiminas) anunciou hoje, 29, os resultados do terceiro trimestre do exercício de 2014 (3T14). Com isso, a receita líquida do 3T14 foi de R$2,9 bilhões, 6,4% inferior à do 2T14, principalmente devido ao menor volume de vendas de aço e minério de ferro e ao menor preço de minério no mercado. O mercado interno representou 82,3% da receita líquida total consolidada.

Confira mais balanços em http://www.balancospatrimoniais.com.br/

Diante deste cenário, o EBITDA Ajustado do 3T14 atingiu R$356,5 milhões, 35,1% inferior ao do 2T14, que foi de R$549,4 milhões, principalmente devido ao menor desempenho das Unidades de Mineração e Siderurgia. A margem de EBITDA ajustado no 3T14 foi de 12,3%, uma redução de 5,4 pontos percentuais em relação à do 2T14.

O 3T14 apresentou resultado financeiro negativo de R$232,5 milhões, contra R$58,6 milhões no 2T14, um aumento de 296,9%. Este resultado pode ser atribuído, principalmente, ao crescimento dos efeitos cambiais e das despesas financeiras em R$205,8 milhões e R$64,0 milhões, respectivamente, em decorrência da desvalorização de 11,3% do Real frente ao Dólar no período.

A Companhia apresentou prejuízo líquido de R$24,4 milhões no 3T14, contra lucro líquido de R$128,6 milhões no 2T14, principalmente decorrente dos efeitos cambiais que somaram R$164,0 milhões no 3T14, em função da desvalorização do Real frente ao Dólar, e da menor contribuição das Unidades de Siderurgia e Mineração.

No 3T14, as despesas com vendas foram 10,5% menores quando comparadas às do 2T14, principalmente decorrente do menor volume de exportações de minério de ferro. As despesas gerais e administrativas foram inferiores em 12,6% devido à redução das despesas com serviços de terceiros. As despesas operacionais líquidas totalizaram R$95,7 milhões no 3T14, contra R$133,8 milhões no 2T14, sobretudo devido ao maior resultado da venda de energia elétrica excedente em R$35,4 milhões.

Por outro lado, no 3T14, o volume de produção foi de 1,4 milhão de toneladas, 8,3% inferior ao do 2T14, em linha com a estratégia de balancear produção com vendas. O volume de vendas no 3T14 foi de 1,2 milhão de toneladas, 15,1% inferior ao do 2T14, em função da não realização de exportações e da fraca demanda de terceiros no mercado interno. O volume de minério de ferro destinado às usinas de Ipatinga e Cubatão foi de 1,0 milhão de toneladas, 5,1% superior ao do 2T14.

(Redação – Agência IN)