Terceira semana de fevereiro tem superávit de US$ 1,249 bilhão

Destaque Terceira semana de fevereiro tem superávit de US$ 1,249 bilhão Foto: Divulgação Terceira semana de fevereiro tem superávit de US$ 1,249 bilhão

Na terceira semana de fevereiro, a balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 1,249 bilhão, com exportações de US$ 4,274 bilhões e importações de US$ 3,025 bilhões. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira pelo MDIC.

No período, a média das exportações chegou a US$ 854,8 milhões – valor 12% acima do registrado até a segunda semana de fevereiro (US$ 763,5 milhões). Houve aumento de 40,1% nas exportações de produtos básicos, por conta de petróleo em bruto, soja em grão, minério de ferro, carne bovina e minério de alumínio. Já os embarques de semimanufaturados tiveramredução de 9,4% e os de manufaturados caíram, 8,7%, em função de ouro em formas semimanufaturadas, semimanufaturados de ferro e aço, ferro fundido bruto e ferro spiegel (semimanufaturados), e de óleos combustíveis, tubos flexíveis, de ferro ou aço, suco de laranja não congelado, polímeros plásticos, motores e geradores elétricos (manufaturados).

Em relação à média diária das importações, houve uma retração de 2,1%. Caíram os gastos com combustíveis e lubrificantes, químicos orgânicos e inorgânicos, filamentos e fibras sintéticas e artificiais, cereais e produtos da indústria da moagem, aeronaves e peças.

Mês

Em fevereiro, até a terceira semana,as exportações somam US$ 10,383 bilhões e as importações, US$ 7,968 bilhões, com saldo positivo de US$ 2,415 bilhões. Nas exportações, comparadas as médias até a terceira semana de fevereiro (US$ 798,7 milhões) com a de fevereiro de 2016 (US$ 702,3 milhões), houve crescimento de 13,7%, em razão do aumento nas vendas de produtos básicos (+31,9%), e manufaturados (+3,5%), Por outro lado, caíram as vendas de produtos semimanufaturados (-5,1%). Em relação a janeiro de 2017, houve crescimento de 17,8%, em virtude dos aumentos nas vendas de produtos manufaturados (+29,5%) e básicos (+18%), enquanto caíram as vendas de produtos semimanufaturados (-3,4%).

Nas importações, a média diária até a terceira semana de fevereiro deste ano (US$ 612,9 milhões), ficou 13% acima da média de fevereiro de 2016 (US$ 542,2 milhões). Cresceram os gastos, principalmente, com bebidas e álcool, combustíveis e lubrificantes, adubos e fertilizantes, equipamentos elétricos e eletrônicos, veículos automóveis e partes. Na comparação com janeiro de 2017, houve crescimento de 10,7%, pelos aumentos em combustíveis e lubrificantes, bebidas e álcool, farmacêuticos, químicos orgânicos e inorgânicos, veículos automóveis e partes.

Acumulado

De janeiro até a terceira semana de fevereiro, os embarques totalizam US$ 25,294 bilhões e as compras externas, US$ 20,154 bilhões. O resultado da balança comercial é superavitário em US$ 5,140 bilhões, o que representa um crescimento de 85,3% em relação ao valor apurado no mesmo período do ano passado (US$ 2,773 bi). Pela média diária, houve crescimento de 74,7%.

(Redação - Agência IN)