Tenda reporta receita líquida de R$ 415,8 mi no 1T20

  •  
Tenda reporta receita líquida de R$ 415,8 mi no 1T20 Foto: Divulgação

A Tenda anunciou ontem, 12, seus resultados do 1T20. Segundo a empresa, mesmo com lojas físicas fechadas em parte por conta da pandemia de Covid-19, a incorporadora apresentou vendas brutas estáveis no período.

Foram registrados R$ 540,9 milhões no indicador, o que representa um aumento de 22,1% em relação ao mesmo período do ano anterior, totalizando 3.912 apartamentos comercializados.

De acordo com a construtora, foram necessários investimentos em iniciativas de marketing para direcionamento do fluxo para canais digitais, um dos fatores que fizeram o lucro líquido da companhia ficar em R$ 17,5 milhões. O número apresenta queda de 64,6% frente ao primeiro trimestre de 2019, e de 76,9% em comparação aos últimos três meses do ano passado.

A receita líquida do período foi de R$ 415,8 milhões, mantendo níveis parecidos com o mesmo período do ano anterior. Já a margem bruta ajustada da companhia ficou em 31,8%, 4 p.p. a menos do que no 1º trimestre de 2019. A companhia lançou quatro novos empreendimentos primeiro trimestre do ano, com VGV de R$ 165,6 milhões, queda de 57,1% em comparação ao mesmo período do ano anterior.

A Tenda afirmou que o prolongamento da crise pode resultar em maiores impactos na demanda e na liquidez do FGTS, fundo que ainda pode ser alvo de novas medidas de estímulo econômico. Junto com os resultados do 1T20, a Tenda reforçou que, nos últimos 12 meses, teve ROE de 18% e ROIC de 24,1%, com lucro de R$ 2,39 por ação.

Ainda segundo a contrutora, além da eficiência no campo digital, os resultados financeiros e operacionais divulgados reforçam a agilidade de adaptação da Tenda, que tomou diversas medidas para preservar a solidez financeira durante a pandemia.

Dentre elas está a obtenção de R$ 300 milhões em financiamentos bancários nos meses de março e abril elevando em quase 30% o caixa bruto. Além disso, a empresa voltou a tomar recursos de financiamento à produção (PJ) junto à Caixa Econômica Federal, após reduzir este saldo de R$ 155,6 milhões no 2T19 para R$ 66,9 milhões neste 1T20.


(Redação - Investimentos e Notícias)