Recuperação de crédito cai em outubro, diz SPC

O número de dívidas regularizadas, calculado a partir das exclusões dos registros de inadimplência do banco de dados do SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito), recuou 5,88% em outubro de 2014, frente ao mesmo mês do ano passado. Em relação a setembro deste ano, sem ajuste sazonal, o volume de quitações de dívidas também apresentou resultado negativo e caiu 2,11%. A comparação mensal mostrou piora em relação ao que foi registrado em setembro. Naquele mês, frente a agosto, a queda mensal havia sido de - 0,11%. O dado é do Indicador Mensal de Recuperação de Crédito do SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito).

  • Publicado em Crédito

SPC Brasil auxilia consumidor a optar por melhor forma de pagamento

Com a diversidade de pagamento disponíveis no mercado, é comum surgir a dúvida sobre qual é a mais adequada para cada tipo de compra. Um estudo feito pelo portal 'Meu Bolso Feliz', uma iniciativa de Educação Financeira do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), mostra que o cartão de crédito lidera na preferência dos consumidores na hora de parcelar uma compra (77%), bem à frente do crediário, a segunda opção na hora de comprar (51%). Outras opções bastante populares como empréstimos (40%), financiamentos (37%) e cheque pré-datado (31%), aparecem logo em seguida.

Inadimplência no Sul e Nordeste cresce menos que média nacional

No mês de setembro o indicador regional de inadimplência do consumidor calculado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) registrou crescimento no volume de dívidas em atraso em todas as regiões brasileiras. No entanto, as regiões Sul e Nordeste apresentaram crescimentos menores – de 4,42% e 4,93%, respectivamente - se comparados à média nacional (5,07%). Já as regiões Norte (7,05%), Sudeste (5,83%) e Centro-Oeste (5,81%) registraram percentuais mais elevados do que o consolidado geral.

Teste do SPC Brasil ajuda consumidor a descobrir se é futuro endividado

Para ajudar os consumidores a identificarem se são pessoas potencialmente endividadas, o portal ?Meu Bolso Feliz? - uma iniciativa de educação financeira do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) - desenvolveu em parceria com a UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) um teste que avalia como o internauta lida com o seu orçamento e faz o pagamento de dívidas. Uma pesquisa recente realizada pelo SPC Brasil revela que o consumo sem planejamento é um dos principais motivos da inadimplência no país. Quatro em cada dez entrevistados (40%) admitem que a falta de controle financeiro foi o que os levaram a atrasar pagamentos.

SPC Brasil lança teste para orientar consumidor sobre futuro financeiro

O brasileiro está vivendo mais e o rápido envelhecimento da população exige disciplina de poupança por parte de todos os consumidores. No entanto, a teoria está muito distante da prática. Uma pesquisa realizada pelo SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) aponta um comportamento imediatista do brasileiro: 66% dos entrevistados disseram não pensar no futuro quando o assunto é aposentadoria, e acabam dependendo, exclusivamente, dos benefícios da previdência social.

Dia dos Pais: CNDL e SPC Brasil projetam o pior resultado dos últimos cinco anos

Os comerciantes brasileiros estão pouco otimistas quanto ao resultado das vendas do Dia dos Pais, comemorado no dia 11 de agosto, e aguardam um crescimento tímido de 1% sobre as vendas do ano passado. Nos anos anteriores, as expansões foram de 3,78% (2013), 4,75% (2012); 6,86% (2011) e 10% (2010), de acordo com os registros do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas). O resultado leva em conta as vendas parceladas realizadas na semana que antecede o Dia dos Pais, entre 3 e 10 de agosto.

Acre e Roraima lideram alta da inadimplência em junho, aponta SPC Brasil

No mês de junho, Acre e de Roraima se destacaram como os estados em que houve a maior variação do número de consumidores inadimplentes. As altas foram de 10,58% e de 10,47%, respectivamente, em relação ao mesmo período do ano passado. Os dados são do indicador mensal de inadimplência regional calculado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

 

Assinar este feed RSS