Ainda há espaço para novos cortes na Selic, avalia SPC Brasil

O Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) considera acertada a decisão tomada na noite desta quarta-feira (06/12) de reduzir a taxa Selic em 0,5 pontos percentuais. Com esse novo corte, a taxa básica de juros da economia brasileira diminui de 7,5% para 7,0% ao ano, atingindo uma nova mínima histórica – abaixo dos 7,25% observados entre o final de 2012 e o início de 2013.

 

Ainda há espaço para novos cortes de juros, avalia SPC Brasil

O Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) aprova a decisão tomada na noite desta quarta-feira (25/10) de reduzir a taxa Selic em 0,75 pontos percentuais. Com esse novo corte, a taxa básica de juros da economia brasileira diminui para 7,5% ao ano, se aproximando do mínimo histórico de 7,25% que vigorou no início de 2013, quando havia uma maior pressão inflacionária.


Copom se aproxima do fim dos cortes de juros, afirma SPC Brasil

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central diminuiu, nesta quarta-feira (06/09), a Selic de 9,25% para 8,25% ao ano, o menor patamar desde 2013. O Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) considera a decisão positiva para potencializar a retomada da economia brasileira.

 

Mesmo com crise econômica, 40% dos brasileiros compram por impulso, mostra SPC Brasil

Quem nunca comprou algo que não precisava e não estava nos planos? Aparentemente um ato inofensivo, isso pode se tornar um problema grande, principalmente em meio à crise econômica que o Brasil ainda está passando. A pesquisa “Uso do Crédito” realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) mostra que 37% dos consumidores admitem ter comprado algo de que não precisavam nos últimos 30 dias, devido à facilidade de crédito. Os itens mais comprados por impulso são roupas, calçados e acessórios (14%), perfumes e cosméticos (8%), idas a bares e restaurantes (6%) e smartphones (6%).

65% dos brasileiros não possuem reserva financeira, mostra SPC Brasil

O Indicador de Reserva Financeira, calculado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) mostra que 65% dos brasileiros não possuem reserva financeira. Em março, 76% dos consumidores não conseguiram poupar, contra 19% que conseguiram guardar dinheiro.

Confiança dos consumidores tem queda de 4% em abril, mostra SPC Brasil


Em abril de 2017, o Indicador de Confiança do Consumidor (ICC), apurado pelo SPC Brasil e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), registrou 40,5 pontos, abaixo do observado no mês anterior (42,3). Em termos percentuais, o recuo foi de 4,1% e reflete quedas tanto da avaliação do momento atual como das expectativas para o futuro.

Empresas que prometem limpar o nome não resolvem o problema em 60% dos casos, mostra SPC Brasil

Um levantamento feito pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) com brasileiros inadimplentes e pessoas que estiveram nesta situação em algum momento nos últimos 12 meses revela que em 60% dos casos, quem contratou uma empresa como intermediária para ter o nome limpo não conseguiu ter o problema resolvido. De modo geral, 9% dos inadimplentes contrataram o serviço de alguma dessas empresas para conseguir sair do cadastrado de devedores.

Confiança dos MPEs aumenta 34% em um ano, apontam SPC Brasil e CNDL

O Indicador de Confiança da Micro e Pequena Empresa atingiu 51,3 pontos em abril, o que representa um aumento de 13,4 pontos na comparação com abril de 2016, quando o indicador marcara 37,9 pontos, segundo dados do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). Na comparação com o mês anterior, a variação foi de 1,6 pontos, o suficiente para colocar o indicador mais uma vez acima do nível dos 50 pontos. O indicador varia de zero a 100, sendo que quanto mais acima de 50 pontos, maior é a confiança; quanto mais abaixo, maior a desconfiança.

Assinar este feed RSS