Negócio de químicos para couro da BASF torna-se parte do Grupo Stahl

A BASF e a Stahl assinaram um acordo na última quarta-feira, 22 de março de 2017, para unir o negócio de químicos para couro da empresa com o Grupo Stahl. A transação está sujeita à aprovação de autoridades relevantes e sua conclusão está prevista para acontecer no quarto trimestre de 2017.

Exportações puxam produção de resinas termoplásticas

De acordo com a equipe de Economia e Estatística da Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim), as vendas internas e a demanda nacional de resinas termoplásticas, após apresentaram forte recuo em 2015, apresentaram desempenho estável em 2016. As vendas internas tiveram elevação de 1,1% em volume, enquanto a demanda nacional das principais resinas, medida pela somatória das vendas internas mais importações, registou apenas 0,2% de crescimento no ano passado, em comparação ao ano anterior.

Consumo de produtos químicos industriais cresce 7,2%

Conforme dados preliminares da Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim), os principais indicadores de demanda interna por produtos químicos de uso industrial fecharam os últimos 12 meses, fevereiro de 2016 a janeiro de 2017, com resultados positivos e em ritmo crescente em relação ao mesmo período imediatamente anterior. As vendas internas subiram 4,53% e o consumo aparente nacional (CAN) subiu 7,2% em relação ao período que compreende janeiro a dezembro de 2016.

BASF anuncia nomeação de conselheira administrativa global

O Conselho Fiscal da BASF SE nomeou Saori Dubourg, de 45 anos, para o Conselho Administrativo Global a partir de 13 de maio de 2017. Mudanças também aconteceram na diretoria brasileira. Gisela Pinheiro é a nova vice-presidente de Materiais e Soluções Funcionais da BASF para a América do Sul. Em Camaçari, Tania Oberding assume o cargo de diretora industrial do Complexo Acrílico da BASF e Bárbara Ubaldo se torna a nova diretora de Compras de Matérias Primas da BASF na América do Sul. As mudanças na direção da empresa evidenciam sua confiança na liderança feminina, que já chega a 29% dos cargos desse nível na região.

Vendas da BASF atingem € 14,8 bilhões no 4T16

Em 2016, a BASF alcançou as metas traçadas relativas ao crescimento e aos lucros. O segmento de Químicos cresceu com sucesso e a rentabilidade aumentou. Como esperado, os lucros no segmento de Óleo e Gás não alcançaram o nível do ano anterior. "Ao longo do ano conseguimos aumentar o crescimento da BASF. Nossos volumes de vendas aumentaram de trimestre para trimestre. Na Ásia, em particular, aumentamos continuamente nossos volumes de vendas no segmento de químicos, mostrando que os altos investimentos realizados nos últimos anos em pesquisa e desenvolvimento, e novas capacidades de produção estão dando frutos", disse o Dr. Kurt Bock, Presidente do Conselho Executivo da BASF SE, na Conferência Anual de Imprensa em Ludwigshafen.

Demanda, produção e venda de produtos químicos cresce em 2016

Conforme dados preliminares da Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim), os volumes de produção, vendas internas e demanda dos produtos químicos de uso industrial do último bimestre do ano passado confirmaram o cenário positivo e de melhora das atividades do setor. No acumulado de 2016, sobre o ano anterior, todas as variáveis que medem o desempenho da química fecharam positivas, tendo sido puxadas pelos resultados especialmente do segundo semestre: índice de produção (+4,04%), vendas internas (+3,92%) e consumo aparente nacional - CAN (+5,2%). O nível de utilização da capacidade instalada melhorou dois pontos, fechando com média de 80%, permanecendo uma ociosidade expressiva e que precisa ser preenchida para que o País volte a atrair investimentos no setor.

Assinar este feed RSS