"Não renunciarei", diz Temer em pronunciamento

O presidente Michel Temer disse hoje (18) que não irá renunciar ao cargo e exigiu uma investigação rápida na denúncia em que é citado, para que seja esclarecida. “Sei o que fiz e sei da correção dos meus atos, e exijo investigação plena e muito rápida para os esclarecimentos ao povo brasileiro. Essa situação de dúvida não pode persistir por muito tempo”, disse Temer, em pronunciamento. "Não renunciarei. Repito não renunciarei", disse.

 

Trump toma posse como novo presidente dos Estados Unidos

O novo mandatário dos EUA, Donald Trump, foi empossado, na tarde de hoje, como o 45º presidente dos Estados Unidos, junto com o vice-presidente eleito Mike Pence. Eles prestaram juramento ao juiz John Roberts, que presidiu a solenidade. A cerimônia, que foi transmitida ao vivo para todo o mundo, ocorreu no Capitólio, o prédio do Congresso norte-americano. Segundo os organizadores, entre 900 mil e 1 milhão de pessoas, vindas de todo o país e do exterior, estiveram em Washington para assistir à posse.

Presidente da ACSP apoia mudanças na lei trabalhista

Para o presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), Alencar Burti, as propostas para a reforma trabalhista divulgadas ontem pelo governo federal são bem-vindas e ajudarão a criar um ambiente de negócios mais dinâmico e eficaz no Brasil. “Nos últimos anos, assistimos a inúmeras mudanças no País no que se refere a tecnologia, economia, forma de comercialização, processo e modo de produção. Portanto, toda flexibilização que vise a estimular contratos trabalhistas é bem-vinda, pois permite que o mercado se adapte às novas realidades”, opina ele.

Presidente do TST defende mudanças na lei trabalhista para país sair da crise

O presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro Ives Gandra, defendeu mudanças na legislação trabalhista para dar mais segurança ao trabalhador. De acordo com o jurista, o protagonismo da Justiça do Trabalho é importante para o país sair da crise e para isso, é preciso harmonizar as relações de trabalho e equilibrar o entendimento entre capital e trabalho.

 

Assinar este feed RSS