S&P eleva nota de crédito stand-alone da Petrobras

A Petrobras anunciou que a agência de classificação de risco Standard & Poor’s (S&P) elevou a nota de crédito stand-alone (risco intrínseco) da Petrobras de “bb-“ para “bb”, com perspectiva estável, mantendo o rating global em “BB-“.

A agência destacou que a melhora na nota reflete o bom desempenho da companhia, impulsionado pelo crescimento da produção, pela sólida gestão de portfólio - em termos de eficiência de investimentos e vendas de ativos - e pela manutenção de padrões de governança eficazes e sólidos (incluindo uma política de preços independente e alinhada a cotações internacionais) que permitiram reduzir a dívida da empresa.

A classificação concedida à Petrobras na categoria stand-alone é superior ao rating da companhia em escala global, que acompanha a nota da República Federativa do Brasil, acionista controlador da companhia. Além disso, a perspectiva estável incorpora a visão da agência de que a Administração atual continuará comprometida com o objetivo de redução da dívida, mas que o rating soberano limita a nota de crédito da Petrobras.

(Redação – Investimentos e Notícias)

Petrobras formaliza demissão de dois diretores

A diretora executiva de Exploração e Produção da Petrobras, Solange Guedes, deixará o cargo no próximo dia 20. A data foi aprovada hoje (10) pelo Conselho de Administração da estatal, que decidiu também pela saída do diretor executivo de Desenvolvimento da Produção&Tecnologia, Hugo Repsold Júnior, no próximo sábado (12).


Petrobras recebe indicação de novo presidente

A Petrobras informa que recebeu, hoje, do seu acionista controlador, ofício com a indicação do economista Roberto da Cunha Castello Branco para exercer o cargo de Presidente da companhia e de membro do Conselho de Administração da Petrobras.

Petrobras demite funcionários com prisão decretada na Lava Jato

A Petrobras divulgou na noite de ontem (5) que demitiu por justa causa os funcionários "contra quem existem fortes evidências de envolvimento em irregularidades apuradas no âmbito da 57ª Fase da Operação Lava Jato". Batizada de Sem Limites, a etapa da operação deflagrada ontem contava com dois mandados de prisão contra funcionários que continuavam atuando na companhia.

Assinar este feed RSS