Lucro líquido de Natura &Co sobe mais de 70% no 1T19

A Natura &Co teve forte desempenho no primeiro trimestre de 2019, período no qual o crescimento de suas três marcas levou o faturamento consolidado a um aumento de 8,5%, para R$ 2,9 bilhões, na comparação com o mesmo trimestre do ano passado. O lucro líquido no período também avançou, com alta de 72,8%, para R$ 41,9 milhões. O EBITDA, por sua vez, cresceu 5,6%, para R$ 336,9 milhões, enquanto o EBITDA ajustado (que exclui efeitos não-recorrentes) aumentou 3,7% no período, para R$ 330,8 milhões, impulsionado por ganhos de eficiência na The Body Shop.

Natura registra lucro líquido de R$ 61 milhões no 3T17

A empresa de Cosméticos Natura anunciou nesta terça-feira (14) que no terceiro trimestre de 2017, a receita líquida consolidada foi de R$ 2.365,4 milhões (+24,3% vs. 3T16). O EBITDA consolidado foi de R$ 450,4 milhões (+40,8% vs. 3T16) e o lucro líquido, de R$ 61,0 milhões (-16,6% vs. 3T16).

Natura anuncia oferta para comprar a The Body Shop

A Natura Cosméticos anunciou nesta sexta-feira, 09, que apresentou uma oferta vinculante para a aquisição de 100% das ações de emissão da The Body Shop International Plc (“The Body Shop”) e seu grupo de subsidiárias, de titularidade da Vendedora, que considera um enterprise value da The Body Shop de EUR 1.0 bilhão.

Natura evita descarte de 5 milhões de garrafas PET

A Natura, ao utilizar materiais reciclados pós-consumo, evitou no ano passado o descarte do equivalente a 5,18 milhões de garrafas PET de dois litros na natureza. Em 2016, foram usadas 243 toneladas de PET reciclado na produção de embalagens para linhas como Ekos, Séve e Natura Homem. A empresa também viabilizou a reciclagem de vidro equivalente a mais de 1,2 milhão de garrafas de 290 ml.

Natura registra EBITDA de R$ 364,6 mi no 1T17

A Natura divulgou nesta quarta-feira, 26, seus resultados referentes ao primeiro trimestre de 2017. A receita bruta consolidada da empresa foi de R$ 2.395,9 milhões (crescimento de 3,3% vs. 1T16). O EBITDA consolidado foi de R$ 364,6 milhões (+68,0% vs. 1T16), o lucro líquido de R$ 189,0 milhões (variação de R$ 258,1 milhões vs. 1T16) e a geração de caixa livre de R$ 16,5 milhões contra um consumo de caixa de R$ 167,7 milhões no 1T16.

 

Assinar este feed RSS