Produção de motocicletas cresce 1,6% no 1º trimestre

A produção de motocicletas chegou a 231.381 unidades no primeiro trimestre deste ano, o que representa uma alta de 1,6% em relação ao mesmo período de 2016. Em março foram fabricadas 82.416 unidades, com crescimento de 22,4% em relação a fevereiro e de 2,3% com relação a março do ano passado. Os dados foram divulgados hoje (12), em São Paulo, pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo).

Webmotors registra alta de 22% na procura por motos

Cada vez mais as pessoas buscam por agilidade no trânsito e valores mais acessíveis na hora de adquirir um veículo. Por isso, a procura por motos vem crescendo. A Webmotors, principal marca de classificados do segmento automotivo, registrou em sua plataforma um aumento de 22% do número de propostas por motos em 2016, em relação a 2015, totalizando mais de 105 milhões de buscas no ano.

Yamaha faz recall de motocicletas

Proprietários das motocicletas Yamaha modelos R3 e MT03, ano/modelo 2016 a 2018, devem levá-las em uma concessionária mais próxima em razão da possibilidade de trinca no tanque de combustível e consequente vazamento de combustível, com risco de incêndio.

Produção de motocicletas recua 17,5% em fevereiro, aponta Abraciclo

A produção de motocicletas em fevereiro totalizou 67.319 unidades, volume 17,5% inferior em relação a janeiro (81.646). Em comparação com o mesmo mês de 2016 (71.137), a queda na produção atingiu 5,4%, conforme levantamento divulgado pela ABRACICLO, Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares. No acumulado do bimestre, houve leve alta de 1,3%, passando de 147.096, em 2016, para 148.965, em 2017.

Produção de motocicletas recua ao patamar de 2002

Pelos dados divulgados pela ABRACICLO – Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares, em dezembro foram fabricadas 32.814 motocicletas, ante 50.633 unidades no mesmo período de 2015, correspondendo a uma retração de 35,2%. Sob o décimo primeiro mês, quando foram produzidas 70.320, a queda é de 53,3%, porém devem ser consideradas as habituais férias coletivas das fábricas do setor no último mês do ano. No acumulado do ano, o setor alcançou o menor patamar desde 2002 - foram produzidas 887.653 motocicletas, 29,7% a menos do que o registrado em 2015 (1.262.708).

Vendas de motocicletas registram queda de 28,5% este ano

O setor de duas rodas vai fechar o ano com retração em relação a 2015, com queda de 28,5% nas vendas no atacado de motocicletas e similares. O número divulgado hoje (13) pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e similares (Abraciclo) corresponde ao acumulado de janeiro a novembro de 2016. Nos onze meses foram comercializadas 801.563 unidades ante 1.120.680 no mesmo período de 2015. “Um fator positivo a se comemorar é o volume de vendas de motocicletas no modelo scooter, com pequeno crescimento em relação a 2015 e nos últimos três anos”, destacou o presidente da Abraciclo, Marcos Fermanian.

Produção e venda de motocicletas registram queda de 11,5% e 22,5%

Conforme levantamento divulgado pela ABRACICLO, Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares, foram produzidas 71.221 motocicletas em outubro, volume 11,5% inferior ao apresentado no mês anterior. Em comparação ao mesmo período de 2015, a queda foi de 31,8%. No acumulado do ano, a produção foi de 784.091 unidades, o que corresponde a 353.012 motocicletas a menos que os primeiros dez meses do ano passado.

Assinar este feed RSS