PICPlast e Sebrae lançam Programa para capacitar MPEs da cadeia do plástico

Mais de 15 micro e pequenas empresas da transformação de material plástico da região do ABC serão beneficiadas com o lançamento do Programa de Encaminhamento Produtivo, fruto da parceria entre o Sebrae-SP Grande ABC, Braskem e ABIPLAST. O evento de lançamento do programa aconteceu em agosto na unidade do Sebrae em Santo André e contou com a presença de cerca de 15 pessoas, entre integrantes SEBRAE, ABIPLAST, CIESP e de empresas interessadas.

MPEs buscam soluções de TI para driblar a crise

A crise econômica no país e a necessidade cada vez maior de controle e planejamento financeiro está aumentando a busca de soluções de tecnologia de gestão por parte das Micros e Pequenas Empresas (MPEs). De acordo com estatísticas do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), existem mais de 15,8 milhões de MPEs, que representam cerca de 91% das empresas ativas no Brasil. Aproximadamente 46% são do setor de serviços e 43% do comércio. São segmentos que cada vez mais sentem a necessidade de novas ferramentas para gestão de seus negócios e também para adaptações às obrigatoriedades de novos documentos fiscais eletrônicos da legislação brasileira.

Demanda por investimento das MPEs volta a crescer em julho, aponta SPC Brasil

Dados do Indicador de Propensão a Investir MPE do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) mostram que a intenção de fazer investimentos por parte dos micro e pequenos empresários de varejo e serviços subiu de 21,37 pontos em junho para 24,20 pontos em julho, uma alta de 13,2%. Apesar da alta mensal, o resultado ficou abaixo do observado em maio (25,22 pontos) e do pico da série histórica (32,06 em maio de 2015). Na comparação com julho do ano anterior, houve uma discreta melhora, quando o indicador marcou 22,54 pontos. Quanto mais próximo de 100, maior a propensão de investir; quanto mais próximo de zero, menor a propensão.

Caixa amplia crédito para as MPEs do país

A Caixa Econômica Federal ampliou a oferta de crédito para micro, pequenas e médias empresas. No início deste mês de julho, o banco voltou a contratar capital de giro mais barato pelo Progeren, programa com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Confiança das MPEs cresce 18% em um ano, mostra SPC Brasil CNDL

O Indicador de Confiança dos micro e pequenos empresários dos segmentos do varejo e de serviços calculado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) cresceu 18,0% na comparação entre junho e o mesmo mês do ano anterior, passando de 36,38 pontos para 42,93 pontos. Na comparação mensal com maio, quando o indicador estava em 42,19 pontos, houve um leve aumento de 1,77%.

Demanda por investimento das MPEs cresce em maio, mostra SPC Brasil/CNDL

Dados do Indicador de Propensão a Investir MPE do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) mostram que a intenção por investimentos dos micro e pequenos empresários de varejo e serviços subiu de 19,96 pontos em abril para 25,22 pontos em maio. Quanto mais próximo de 100, maior é a propensão ao investimento. O resultado faz com que o dado volte ao nível que havia sido registrado no primeiro trimestre do ano, de 24,88 em média. Na comparação com maio do ano anterior, quando marcou 32,06 pontos, o indicador registrou queda de 21,3%, refletindo o clima de incerteza produzido pelas crises econômica e política.

Faturamento das MPEs cai 12,4% em abril

Incertezas na economia, aumento do desemprego, recuo no rendimento real dos trabalhadores e queda no nível do consumo doméstico. A combinação desses fatores negativos foi responsável por derrubar pelo 16º mês seguido o faturamento real (já descontada a inflação) das micro e pequenas empresas (MPEs) do Estado de São Paulo, na comparação de um mês com o mesmo período do ano anterior. Em abril, a queda foi de 12,4% sobre abril de 2015, de acordo com a pesquisa Indicadores Sebrae-SP. Com o resultado, o faturamento médio das MPEs voltou ao nível de abril de 2009, quando o Brasil sofria o impacto da crise financeira internacional.

Pontualidade de pagamento da MPEs atinge 95,4% em abril, aponta Serasa Experian

A pontualidade de pagamentos das micro e pequenas empresas atingiu 95,4% em abril/16. Isto significa que durante o mês passado, a cada 1.000 pagamentos realizados, 954 foram quitados à vista ou com atraso máximo de sete dias. Este nível de pontualidade foi inferior tanto ao observado em abril do ano passado (95,7%) quanto em relação aos mesmos 95,7% observados em março/16. Já na comparação com o primeiro quadrimestre de 2015, quando a pontualidade de pagamentos foi de 95,4%, a do primeiro quadrimestre deste ano de 2016 ficou ligeiramente inferior (95,3%). É o que aponta o Indicador de Pontualidade das Micro e Pequenas Empresas da Serasa Experian, que acompanha as dívidas pagas pelas micro e pequenas empresas.

Assinar este feed RSS