Intenção de Investimentos avança no 4T17

O Indicador de Intenção de Investimentos da Indústria da Fundação Getulio Vargas avançou 10,9 pontos no quarto trimestre de 2017 em relação ao trimestre anterior, atingindo 116,0 pontos, o maior nível desde o primeiro trimestre de 2014 (116,6). O indicador mede a disseminação do ímpeto de investimento entre as empresas industriais, colaborando para antecipar tendências econômicas.

Indústria paulista perde 10.500 vagas em novembro

A indústria paulista perdeu 10.500 postos de trabalho em novembro, queda de 0,49% em relação ao mês anterior, na série sem ajuste sazonal. Apesar do saldo negativo, esse resultado para o mês é o melhor apresentado nos últimos quatro anos. Em novembro de 2014, o recuo chegou a 1,44%, com a demissão de 37.000 trabalhadores. No acumulado do ano, o saldo ficou negativo, com o corte de 2 mil empregos (-0,10%). Já com ajuste para o mês, o saldo fica positivo (0,04%). Os dados são da pesquisa de Nível de Emprego do Estado de São Paulo divulgados nesta terça-feira (12/12) pelo Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos da Fiesp e do Ciesp (Depecon).

Indústria sobe em seis dos 14 locais pesquisados

Com o aumento de 0,2% na produção industrial nacional, seis dos 14 locais pesquisados mostraram taxas positivas na passagem de setembro para outubro de 2017, na série com ajuste sazonal, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Produção industrial varia 0,2% em outubro

Em outubro de 2017, a produção industrial nacional teve acréscimo de 0,2% frente a setembro, na série com ajuste sazonal, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Este foi o segundo resultado positivo seguido, acumulando ganho de 0,6% em dois meses.

INA avança 0,3% em outubro

O Indicador de Nível de Atividade (INA) da indústria paulista apresentou a sétima alta consecutiva ao marcar variação positiva de 0,3% em outubro ante setembro, na série com ajuste sazonal. Na série sem ajuste, os resultados para o mês e na comparação anual também oscilaram positivamente, 0,8% e 3%, respectivamente. No acumulado em 12 meses, o INA subiu 1,8%, mostrando o melhor resultado desde fevereiro de 2014 (0,3%). O fator vendas reais foi o principal influenciador do avanço do mês, ao subir 3,2% em outubro. Enquanto que a variável das horas trabalhadas na produção e o Nível de Utilização da Capacidade Instalada (NUCI) recuaram 0,7% e 0,2 p.p, respectivamente. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira, 30/11, pelo Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos (Depecon) da Federação e Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp).

Confiança da Indústria cresce em novembro

O Índice de Confiança da Indústria (ICI) da Fundação Getulio Vargas avançou 2,9 pontos em novembro de 2017, para 98,3 pontos, o maior desde janeiro de 2014 (100,1 pontos). Após cinco altas consecutivas, o ICI acumula alta de 8,8 pontos no segundo semestre.

ICI sinaliza alta de 2,7 pontos em novembro

A prévia da Sondagem da Indústria de novembro de 2017 sinaliza alta de 2,7 pontos do Índice de Confiança da Indústria (ICI) em relação ao número final de outubro. Após a quinta alta consecutiva, o índice avançaria para 98,1 pontos, o maior desde fevereiro de 2014 (98,3 pontos). Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (24) pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

Confiança do empresário da indústria cresce em novembro

A confiança do empresário industrial continua crescendo, segundo dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI). Em novembro, o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) aumentou 0,5 ponto na comparação com outubro, alcançando 56,5 pontos. O ICEI encontra-se acima de sua média histórica pelo terceiro mês consecutivo e registra o maior valor desde abril de 2013. Na comparação com novembro de 2016, o ICEI mostra crescimento de 4,8 pontos.

Assinar este feed RSS