Inadimplência das empresas cresce 5,6% em julho

Segundo estudo da Serasa Experian, 5,5 milhões de micro e pequenas empresas estavam inadimplentes em julho de 2019, um novo recorde da série histórica iniciada em março/16. Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, houve um aumento de 5,6%, impulsionado pelo segmento de Serviços, cuja participação em julho/19 foi de 48,4%, com alta de 9,6% na relação com o mesmo período de 2018. Comércio (42,8%) e Indústria (8,3%) aparecem na sequência, ambos com variação de 2,0% entre julho/19 e julho/18. Na comparação com junho de 2019, o acréscimo foi de 0,6%.

Inadimplência de MPEs cresce 6,1% em maio

Segundo estudo da Serasa Experian, 5,434 milhões de micro e pequenas empresas estavam inadimplentes em maio de 2019, um aumento de 6,1% em relação ao mesmo mês do ano anterior e novo recorde da série histórica. Segundo o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, este resultado preocupa porque é comparado com o mesmo período em que aconteceu a greve dos caminhoneiros no ano passado. "Um crescimento de 6,1% um ano depois da greve, que teve grande impacto na economia, demonstra a estagnação econômica dos últimos 12 meses, que impacta diretamente no fluxo de caixa e na receita da companhia", diz.

 

Taxa de inadimplência deve registrar 4,71% em julho

A taxa de inadimplência de pessoas físicas deve registrar queda em julho, com média de 4,71%, segundo projeção do Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo (IBEVAR). O resultado implica em uma de queda de 0,31 p.p. em relação ao valor real do mesmo período do ano anterior e queda de 0,03 p.p comparado ao valor real de abril de 2019. Esse percentual corresponde a carteira de crédito livre com, pelo menos, uma parcela com atraso superior a 90 dias.

(Redação - Investimentos e Notícias) 

Inadimplência do consumidor cai em maio, aponta Serasa Experian

Segundo estudo da Serasa Experian, em maio de 2019, o Brasil registrou um total de 62,8 milhões de consumidores inadimplentes, o que representa 40,1% da população adulta do país. Este é o primeiro mês de 2019 que o indicador apresenta queda (-0,7%), na comparação com o mês anterior. Já em relação a maio de 2018, o valor total teve um aumento de 2,2%.

 

Inadimplência das empresas cai 9,8% no 1º trimestre, aponta Boa Vista

A inadimplência das empresas em todo o país caiu 9,8% no 1º trimestre de 2019 contra o mesmo período do ano anterior, de acordo com dados nacionais coletados pela Boa Vista. O indicador é um somatório dos principais mecanismos de apontamento de inadimplência empresarial, isto é, cheques devolvidos, títulos protestados e registros de débitos realizados na base do SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito).

Inadimplência das empresas cresce 3,30% em março

O número de empresas com contas em atraso e registradas nos cadastros de devedores cresceu 3,30% em março na comparação com o mesmo mês do ano passado – trata-se da menor variação desde setembro de 2017, quando a alta fora de 2,62%. Na passagem de fevereiro para março de 2019, sem ajuste sazonal, a alta foi de 0,69%. Os dados foram calculados pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).

Inadimplência continua em desaceleração

Em fevereiro, os sinais de acomodação da inadimplência confirmam a tendência registrada no mês anterior. Dados apurados pelo Indicador de Inadimplência, da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), apontam que mesmo com o crescimento da ordem de 1,78% do número de consumidores negativados na comparação anual, o avanço foi o menor registrado desde dezembro de 2017.

Assinar este feed RSS