Governo libera R$ 9,8 bilhões para gastos

O governo federal liberou R$ 9,8 bilhões em gastos. Uma portaria do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, publicada hoje (3), no Diário Oficial da União, libera os valores de movimentação e empenho em favor de diversos órgãos do Poder Executivo.

Privatização da Eletrobras divide governistas e oposição na Câmara

O anúncio de privatização da Eletrobras dividiu aliados do governo e membros da oposição na Câmara dos Deputados. Elogiada pelo presidente da Casa, deputado Rodrigo Maia, a noticia de desestatização da empresa do setor elétrico foi criticada pelo líder do PT, deputado Carlos Zarattini (SP). De acordo com Maia, o anuncio da privatização é “notícia histórica”.

  • Publicado em Energia

Governo quer reduzir participação da União na Eletrobrás

O Ministério de Minas e Energia informou ontem (21) que vai propor a redução da participação da União no capital da Eletrobrás, com sua consequente democratização na Bolsa de Valores, a exemplo do que já foi feito com a Embraer e a Vale. Segundo a pasta, a medida vai dar mais competitividade e agilidade à empresa para gerir suas operações, sem as amarras impostas às estatais.

Nova meta de déficit fiscal será anunciada quarta-feira

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse hoje (15) que o anúncio da nova meta de déficit fiscal será anunciada até o fim do dia de amanhã (16). Depois de se reunir pela manhã com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), com o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, e parlamentares da base governista, Meirelles disse também que continuará as reuniões para definir o valor da nova meta.

Governo corta R$ 42,1 bi do Orçamento

O Orçamento-Geral da União terá um corte de R$ 42,1 bilhões, informaram há pouco os ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, e do Planejamento, Dyogo Oliveira. Eles também anunciaram o aumento de tributos para cumprir a meta de déficit primário (resultado negativo nas contas públicas sem o pagamento de juros) de R$ 139 bilhões para este ano.

Leilão de aeroportos é considerado um sucesso pelo Governo

O ministro Moreira Franco, da Secretaria-Geral da Presidência da República, considerou “extraordinário” o resultado do leilão de privatização dos aeroportos de Fortaleza, Salvador, Florianópolis e Porto Alegre, que ocorreu hoje (16), na sede da BM&F Bovespa, em São Paulo, com um ágio de 93,7%. “Esse resultado é uma manifestação extremamente importante porque estamos fazendo um esforço para colocar o país nos trilhos e retomar os investimentos internos e externos, gerando com isso milhares de empregos.”

 

Assinar este feed RSS