Feijão e batata impulsionam inflação dos supermercados em janeiro

O Índice de Preços dos Supermercados (IPS), calculado pela Associação Paulista de Supermercados (APAS) e pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE), inicia o ano de 2019 em alta com crescimento de 1,01%. No entanto, esta alta apresentada em janeiro é considerada normal e está dentro das previsões.

Clima influencia na alta do preço do feijão

Item indispensável no cardápio da maior parte dos brasileiros, o feijão carioca ficou mais caro no bolso do consumidor. O produto subiu 2,41% em maio e o aumento deve se estender para os próximos meses, segundo dados do Índice de Preços dos Supermercados (IPS/APAS). Em maio de 2016 a alta foi de 3,60%.
Segundo explicou o gerente de Economia e Pesquisa da APAS, Rodrigo Mariano, a alta se deve às condições climáticas que afetaram muitas produções e à baixa qualidade do grão.

Falta de leite e feijão cai nos supermercados

O leite e o feijão, produtos que mais faltaram nas prateleiras dos supermercados em julho e agosto de 2016, apresentaram queda de ruptura em setembro, de acordo com a NeoGrid/Nielsen, que reúne dados de mais de 10 mil lojas em todo o Brasil. O índice de faltas do feijão, que chegou a 16,63% em julho, registrou 13,19% em setembro. Já a do leite caiu de 16,88% em julho para 13,66% em setembro.

Camex prorroga alíquota zero para importação de feijão

A Câmara de Comércio Exterior (Camex) prorrogou nessa quarta-feira (28) a redução de 10% para zero por cento da alíquota de importação do feijão por mais três meses. A medida vale para todos os países, exceto os do Mercosul, onde ela já não é cobrada.

Aumento do feijão e dos produtos de origem animal encarecem preços agropecuários em junho, conclui IEA

A alta no preço do feijão nos últimos meses e dos produtos de origem animal contribuíram para elevar em 5,12% a variação de preços dos produtos agropecuários em junho, conforme apurou a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, por meio do seu Instituto de Economia Agrícola (IEA). Dos itens pesquisados para o cálculo do Índice Quadrissemanal de Preços Recebidos pela Agropecuária Paulista (IqPR), 16 registraram alta de preços, sendo 11 produtos de origem vegetal e cinco de origem animal.

Governo reajusta preços mínimos do arroz, milho, feijão e algodão

Os preços mínimos das culturas de verão das safras 2016/2017 foram reajustados na última semana. A partir de agora, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) vai executar as operações ligadas à Política de Garantia de Preços Mínimos (PGPM) de acordo com os novos valores. A portaria com os referenciais foi publicada no Diário Oficial da União do dia 06/07, com informações da Superintendência de Gestão da Oferta da Conab.

Assinar este feed RSS