Indústria extrativa é destaque em exportações

Os Indicadores de Comércio Exterior da FGV/IBRE registraram aumento de 12,5% no volume exportado e de 10,8% no volume importado, na comparação entre os meses de julho de 2016 e 2017. Tanto nas exportações como nas importações, o aumento do volume na comparação mensal foi liderado pela indústria extrativa, com crescimento de 49,7% nas exportações e 40,6% nas importações. índice de volume importado dos bens de capital na FBCF (formação bruta de capital fixo) caiu 31%, o de bens intermediários (BI) utilizados pela indústria de transformação cresceu 8,3% e os BI no setor agropecuário, 91,2%. Os preços das commodities exportadas recuaram 3,3% entre os meses de julho (2017/16), confirmando a tendência de queda nos termos de troca iniciada em março de 2017.

Exportações de calçados chegam a US$ 608 milhões no ano

Embora prejudicadas pela recente valorização do real frente ao dólar, as exportações brasileiras de calçados registraram incremento de 14,7% em valores gerados no comparativo entre janeiro e julho deste ano com o mesmo período de 2016. Nos setes meses foram embarcados 67,4 milhões de pares que geraram US$ 608 milhões. Em volume, o número é 1,3% maior do que o registro do ano passado, o que é explicado pela alta no preço médio do produto verde-amarelo (de quase 12%).

Exportações de carne de frango crescem 6,2% em julho, aponta ABPA

As exportações brasileiras de carne de frango totalizaram 385 mil toneladas em julho, número que supera em 6,2% o total embarcado no mesmo período do ano passado, com 362,4 mil toneladas. De acordo com a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), é o primeiro saldo mensal positivo desde os equívocos ocorridos na divulgação da Operação Carne Fraca, ocorrida em março deste ano.

Exportações de móveis crescem em maio

As exportações de móveis no Brasil tiveram uma leve melhora em maio, se comparado a abril deste ano. Com alta de 10,5%, o setor somou US$ 57 milhões, frente aos US$ 51,6 alcançados no mês anterior.

Brasil registra maior alta de exportações do G20

Entre os países que compõem o G20, o Brasil foi o que registrou o maior crescimento das exportações no primeiro trimestre do ano. De janeiro a março, os embarques brasileiros cresceram 21,5%, acima da média mundial de 3%.

Aumento da exportação impulsiona contratação na Scania

Desde 2014, quando avistou o desaquecimento no mercado brasileiro, a Scania se voltou às exportações. “Como temos um produto global e fábricas padronizadas em todo o mundo foi possível direcionar nosso volume para atender a demanda de outros países”, conta Marcelo Gallão, vice-presidente de Logística da Scania Latin America. “O aumento de pedidos na Europa também colaborou para que trouxéssemos novos clientes externos para a produção de São Bernardo do Campo e agora, esse cenário permitiu a contratação de colaboradores, aproximadamente 500”, diz o executivo.

 

Exportações de móveis caem 9,2% em abril

Após sequência de crescimento, o setor de exportações de móveis nacional teve queda de 9,2% em abril, com US$ 51,6 milhões contra os US$ 56,9 milhões alcançados em março deste ano.

 

Assinar este feed RSS