Confiança do empresário do comércio volta subir em janeiro

A confiança do empresário paulistano iniciou o ano em ritmo de retomada, apontando a recuperação do nível de atividade econômica em curso, baseada nas melhoras do emprego e da renda. Esses fatores impulsionaram as vendas e abriram espaços para novos investimentos no comércio. É o que mostra o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC), que subiu 1,4% ao passar de 109,1 pontos em dezembro para 110,7 pontos em janeiro. Na comparação com o mesmo mês de 2017, o ICEC teve alta de 18,2%, quando atingiu 93,7 pontos.

Confiança do empresário do comércio cresce 10,2% em 2017

O Índice de Confiança do Empresário do Comércio, medido pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), fechou 2017 com uma alta de 10,2% em relação ao ano anterior. Em dezembro de 2017, o indicador ficou em 109,2 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos, 1,4% do resultado de novembro.

Empresário encerra o ano com a confiança elevada

O empresário encerra o ano com a confiança elevada, segundo dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI). O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) aumentou 1,8 ponto na passagem de novembro para dezembro de 2017. Com isso, alcançou 58,3 pontos, melhor resultado desde novembro de 2012, quando o índice registrou 58,4 pontos. Na comparação com dezembro de 2016, o ICEI mostra crescimento de 10,3 pontos.

Confiança do empresário do comércio aumenta

A melhora gradual da atividade econômica, a desaceleração da inflação e a redução dos juros e do custo do crédito levaram a confiança do empresariado do setor de comércio a crescer 10,6% em novembro deste ano, em relação ao mesmo mês de 2016. Na comparação com outubro deste ano, o aumento foi de 1,9%.

Confiança do empresário industrial aumenta em setembro

A confiança do empresário industrial aumentou significativamente em setembro, segundo dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI). O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) atingiu 55,7 pontos este mês, o que representa aumento de 3,1 pontos na comparação com agosto. Com isso, o índice alcançou o patamar mais elevado desde março de 2013, consolidando-se acima da linha divisória dos 50 pontos.

Confiança do empresário do comércio paulistano volta a subir

Após dois meses consecutivos de estabilidade, a confiança do empresário do comércio paulistano voltou a crescer. Em agosto, o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC) registrou alta de 1,1%, ao passar de 104,0 pontos em julho para 105,2 pontos no mês atual. Na comparação com agosto do ano passado, o índice cresceu 20,2%. Apurado mensalmente pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), o ICEC varia de zero (pessimismo total) a 200 pontos (otimismo total).

Confiança do empresário do comércio paulistano fica estável

Após o novo capítulo da crise política que se instaurou no País em maio, a confiança do empresário do comércio paulistano não foi abalada e se manteve estável em um patamar otimista. Em junho, o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC) registrou estabilidade (-0,1%), ao alcançar 104,2 pontos. Na comparação com junho do ano passado, o índice cresceu 29,3%.Apurado mensalmente pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), o ICEC varia de zero (pessimismo total) a 200 pontos (otimismo total).

Confiança do empresário recua em junho

O ICEI de junho ficou em 51,9 pontos, um recuo de 1,8 ponto na comparação com maio, após quatro meses de relativa estabilidade, segundo dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI). Como ainda mantém-se acima da linha divisória de 50 pontos, o ICEI revela que os empresários permanecem confiantes, mas a confiança se reduziu entre maio e junho. 

Assinar este feed RSS