Varejo paulista gera empregos formais pelo 2º mês seguido, aponta FecomercioSP

Dando seguimento ao aumento registrado em julho, o comércio varejista do Estado de São Paulo gerou novos empregos em agosto, o que pode ser um esboço da recuperação do mercado de trabalho varejista paulista - desde outubro e novembro de 2014, que o varejo não registrava dois saldos positivos consecutivos. Em agosto, o varejo paulista criou 7.235 empregos, resultado de 71.908 admissões e 64.673 desligamentos. Com isso, o estoque ativo de trabalhadores atingiu 2.071.063 no mês, redução de 3,1% na comparação com agosto de 2015.

Atacado paulista volta a gerar empregos formais em julho, aponta FecomercioSP

Após um longo período de eliminação de postos de trabalho, o comércio atacadista do Estado de São Paulo voltou a criar empregos formais. Em julho, o setor gerou 1.379 empregos com carteira assinada, resultado de 14.154 admissões e 12.775 desligamentos. Foi o primeiro saldo positivo desde agosto de 2015, quando foram criados 101 empregos. Com isso, o setor atacadista de São Paulo encerrou o mês de julho com um estoque total de 492.992 trabalhadores formais, queda de 3,2% na comparação com o mesmo mês do ano passado. No saldo acumulado de janeiro a julho são 6.424 empregos formais a menos e em doze meses a perda superou as 16 mil vagas.

Setor de Serviços paulista elimina empregos formais pelo 5º mês seguido, aponta FecomercioSP

Em julho, o setor de serviços do Estado de São Paulo eliminou 8.706 empregos com carteira assinada, resultado de 163.638 admissões e 172.344 desligamentos. É o quinto mês consecutivo que o setor registra um saldo negativo, mas o número de postos fechados em julho é praticamente a metade do apurado no mesmo mês de 2015, quando 16.955 empregos foram extintos.

Estoque de empregos formais no varejo da região de Araçatuba cai 3,7% em junho

Em junho, o comércio varejista na região de Araçatuba fechou 31 postos de trabalho, resultado de 1.146 admissões contra 1.177 desligamentos. No acumulado de 12 meses, foram eliminados 1.336 empregos com carteira assinada, o que levou a um recuo, na comparação com junho de 2015, de 3,7% do estoque total, atingindo 35.017 trabalhadores formais.

Varejo paulista elimina 3.730 empregos formais em maio, aponta FecomercioSP

Em maio, o comércio varejista no Estado de São Paulo eliminou 3.730 empregos com carteira assinada, resultado de 70.656 admissões e 74.386 desligamentos, o pior saldo para o mês desde o início da série histórica em 2007. Com isso, o estoque ativo de trabalhadores do varejo paulista atingiu 2.069.041 no mês, redução de 3,5% em relação a maio de 2015 - mesma taxa registrada na comparação entre abril de 2015 e de 2016, o que parece ser um sinal de que o quadro parou de piorar.

Atacado paulista encerra 1.517 empregos formais em abril, aponta FecomercioSP

Em abril, o comércio atacadista no Estado de São Paulo registrou diminuição de 1.517 empregos com carteira assinada, resultado de 14.372 admissões e 15.889 desligamentos. É o oitavo mês consecutivo em que o setor registra saldo negativo de empregos em âmbito estadual. Apesar de o número ser mais alto do que o registrado em março (mês em que 1.199 vagas foram encerradas), o cenário é melhor em relação a abril de 2015, quando houve a extinção de 2.059 empregos formais.

Varejo paulista elimina mais de 10 mil empregos formais em abril, registra FecomercioSP

Em abril, o comércio varejista no Estado de São Paulo eliminou 10.540 empregos com carteira assinada, resultado de 70.016 admissões e 80.556 desligamentos. Esse é o pior saldo para o mês desde o início da apuração dos dados pelo Ministério do Trabalho, em 2007. Com isso, o estoque ativo de trabalhadores do varejo paulista atingiu 2.072.771 no mês, redução de 3,5% em relação a abril de 2015 e o patamar mais baixo desde abril de 2012.

Assinar este feed RSS