E-commerce deve faturar R$ 2,6 bi no Dia dos Namorados

O comércio eletrônico espera faturar R$ 2,6 bilhões no Dia dos Namorados. A expectativa é da ABComm, associação que representa o setor. De acordo com a entidade, esse montante é 10% superior ao movimentado na mesma data do ano passado. A previsão considera as vendas realizadas no período de 28 de maio até 11 de junho. Segundo o estudo, o número de pedidos realizados pela internet será de 8,24 milhões, com o tíquete médio de R$ 317. 

Comércio eletrônico espera faturar R$ 2,9 bi no Dia das Mães

O comércio eletrônico deve movimentar R$ 2,9 bilhões no Dia das Mães, de acordo com previsão da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico. Segundo a entidade, a data, que é considerada a segunda mais importante para o varejo, deve ter um crescimento de 17% quando comparado com o mesmo evento do ano passado.

Preços no e-commerce apresentam deflação em março

Os preços do comércio eletrônico registraram deflação de 4,03% em março, aponta a medição do Índice FIPE Buscapé. São 16 meses consecutivos de deflação anual, ou seja, comparada ao mesmo mês do ano anterior. Na comparação ante ao mês de janeiro, os preços apresentaram queda de 0,63%.

Deflação acelera para 4,16% no e-commerce em fevereiro

Os preços do comércio eletrônico registraram deflação de 4,16% em fevereiro, aponta a medição do Índice FIPE Buscapé. São 15 meses consecutivos de deflação anual, ou seja, comparada ao mesmo mês do ano anterior. Na comparação ante ao mês de janeiro, os preços apresentaram uma ligeira alta de 0,09%.

Faturamento no comércio eletrônico de vestuário cresce

Comprar roupa, sapato e acessórios pela internet já está virando hábito para o brasileiro. Foi o que constatou a área de consultoria da Visa, Visa Consulting & Analytics (VCA), ao analisar as compras realizadas com cartões Visa nas lojas de vestuário (online e offline) em 2016 e 2017 em todo o País. 

E-commerce fatura R$8,7 bi no Natal

O e-commere faturou R$8,7 bilhões no período do Natal em 2017, crescimento nominal de 13% na comparação com os R$7,7 bilhões registrados no mesmo período do ano passado. O número de pedidos expandiu 13,3%, de 16,83 milhões para 19,06 milhões. O tíquete médio caiu 1%, de R$462 para R$457.
Para este levantamento a Ebit considerou as vendas estimadas para o e-commerce entre 15 de novembro e 24 de dezembro, incluindo o período da Black Friday, que neste ano correspondeu a 1/4 do faturamento do setor no período.

Ebit estima vendas de R$8,7 bi no e-commerce para o Natal

O e-commerce deverá faturar R$8,7 bilhões no Natal de 2017, crescimento nominal de 13% ante ao mesmo período do ano anterior, aponta a Ebit, empresa referência em informações sobre o comércio eletrônico brasileiro. O número de pedidos deve crescer 11%, de 16,6 milhões para 18,4 milhões, enquanto o tíquete médio apresentará uma tímida elevação de 2%, de R$463 para R$471.

E-commerce deve vender mais que lojas físicas no Natal

O Natal costuma ser a segunda maior data de vendas para o e-commerce, ficando atrás apenas da Black Friday. De acordo com as projeções da Infracommerce, empresa líder em full service para e-commerce na América Latina, o segmento possui uma expectativa de crescer 12% em relação ao mesmo período do ano anterior. E em 2017, uma curiosidade: 40% dos consumidores deverão realizar as compras de Natal na internet, de acordo com o levantamento do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), enquanto 37% das pessoas devem concentrar as compras em lojas físicas.

Assinar este feed RSS