BNDES registra lucro líquido de R$ 4,76 bilhões no 1S18

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) registrou lucro líquido de R$ 4,76 bilhões no primeiro semestre de 2018, um crescimento de 253,9% diante do mesmo semestre de 2017. O lucro do semestre é explicado por resultado bruto de intermediação financeira de R$ 6,5 bilhões, afetado pela redução de R$ 4,69 bilhões (98,3%) da despesa com provisão para risco de crédito, e resultado bruto com participações societárias em R$ 4,10 bilhões (189,3%). 

Ebitda ajustado da Sabesp sobe 29,8% no 2T18

A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo - SABESP, uma das maiores prestadoras de serviços de água e esgoto do mundo com base no número de clientes, divulgou que no segundo trimestre de 2018, a receita operacional líquida, a qual considera a receita de construção, totalizou R$ 3.672,2 milhões, um acréscimo de 5,1% em relação ao mesmo período do ano anterior.

B3 registra lucro líquido recorrente de R$ 857,8 milhões no 2T2018

A B3 S.A. – Brasil, Bolsa, Balcão (código de negociação: B3SA3) divulgou ontem (9) que no segundo trimestre de 2018 (2T18), a receita total atingiu R$1,386 bilhão no 2T18, aumento de 28,4% em relação ao mesmo período do ano anterior (2T17), com crescimento de receitas em todos os segmentos de negócio.

Ebitda da CPFL Renováveis alcança quase 15% de crescimento no 2T18

A CPFL Energias Renováveis S.A. (CPRE3), maior geradora de energia por fontes renováveis do Brasil, fechou o segundo trimestre de 2018 (2T18) com R$ 255,8 milhões de Ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização), registrando alta de 14,7% em comparação ao mesmo período de 2017. A companhia também cresceu em sua receita líquida, que subiu 0,7%, com um total de R$ 415,0 milhões. Já a geração de energia no trimestre teve queda de 4,4%, com 1.461,0 GWh.

Suzano Papel e Celulose registra geração de caixa operacional de R$ 1,28 bi no 2T18

A Suzano Papel e Celulose divulga hoje o balanço referente ao segundo trimestre de 2018, com uma geração de caixa operacional de R$ 1,28 bilhão, alta de 40,5% sobre o mesmo período do ano passado. O resultado foi impulsionado principalmente pelo câmbio favorável às exportações e pelo ambiente no mercado internacional de celulose, fatores que mitigaram o impacto provocado pela greve dos caminhoneiros nos volumes de produção e vendas do trimestre.

Lucro líquido do Banco Votorantim cresce 87,5% no 1S18

O lucro líquido do Banco Votorantim no primeiro semestre de 2018 cresceu 87,5% em relação ao mesmo período de 2017, atingindo R$ 511 milhões. O resultado confirma o ROE (Retorno sobre Patrimônio Líquido) em patamar de dois dígitos, que atingiu 11,6% nos primeiros seis meses deste ano, 5 pontos percentuais acima do registrado no mesmo período do ano passado.

Lucro líquido ajustado do BB tem alta de 21,4% no 1S18

O Banco do Brasil informou nesta quinta-feira (9) resultado de R$ 6,3 bilhões, no primeiro semestre de 2018, valor que representa crescimento de 21,4% em relação ao mesmo período do ano anterior. O resultado foi influenciado pelo aumento das rendas de tarifas, controle das despesas administrativas e menores provisões de crédito.

Braskem registra EBITDA de R$ 3,2 bilhões no 2T18

A Braskem, maior petroquímica das Américas e líder na produção de biopolímeros, registrou EBITDA de R$ 3,2 bilhões (US$ 877 milhões) no segundo trimestre de 2018, resultado 20% superior ao registrado no primeiro trimestre do ano e 5% maior do que o registrado no mesmo trimestre do ano passado. O lucro líquido da controladora de R$ 547 milhões, afetado pela desvalorização cambial, foi expressivo. A geração livre de caixa foi de R$ 3,6 bilhões, ante R$ 1,8 bilhão no trimestre anterior e R$ 1 bilhão na comparação com o segundo trimestre do ano passado.

Assinar este feed RSS