Delação de donos da JBS é divulgada pelo STF e tem cerca de 2 mil páginas

O Supremo Tribunal Federal (STF) divulgou há pouco a íntegra da delação premiada dos empresários Joesley e Wesley Batista, donos do grupo JBS, controlador do frigorífico Friboi. A medida foi tomada após o ministro Edson Fachin homologar os depoimentos, firmados com a Procuradoria-Geral da República (PGR). São cerca de 2 mil páginas. As oitivas foram gravadas em vídeo.

Janot diz que MPF desconhece citação a Toffoli em delação e nega vazamento

O Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, chefe do Ministério Público Federal, negou nesta terça-feira (23) que os procuradores do órgão tenham recebido delação citando o ministro do Supremo Tribunal Federal Dias Toffoli. “Reafirmo que não houve nas negociações ou pretensas negociações de colaboração com essa empreiteira nenhuma referência, nenhum anexo, nenhum fato enviado ao Ministério Público que envolvesse essa alta autoridade judiciária”, disse Janot durante sessão do Conselho Nacional do Ministério Público.

Câmara da Argentina aprova delação premiada

Depois das duras críticas e escândalos provocados por enriquecimento ilegítimo, deputados da Argentina aprovaram nesta quinta-feira (23) projeto de lei que permite a delação premiada em casos de corrupção. O projeto recebeu 194 votos a favor e apenas 5 contra.

MPF nega negociação de delação premiada de executivos da Odebrecht

Os procuradores da força-tarefa de investigação da Operação Lava Jato negaram hoje (23) que estejam negociando acordos de delação premiada com executivos da empreiteira Odebrecht. Segundo o Ministério Público Federal (MPF) no Paraná, a manifestação feita pela empresa à imprensa de que deseja assinar os acordo não tem validade jurídica.

Mercadante nega tentativa de impedir delação e isenta Dilma

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, afirmou nesta última terça-feira (15), em entrevista coletiva na sede do ministério, que não tentou impedir o senador Delcídio do Amaral (PT-MS) de firmar acordo de delação premiada no âmbito da Operação Lava Jato. O ministro disse ainda agiu de forma “política e pessoal” e isentou a presidente Dilma Rousseff (PT) de qualquer responsabilidade na conversa que teve com o assessor do parlamentar, cuja gravação foi entregue à PGR nesta última terça-feira (15).

Teori Zavascki homologa delação premiada de Delcídio do Amaral

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki, relator do processo da Operação Lava Jato, homologou nesta terça-feira (15) o acordo de delação premiada do senador Delcídio do Amaral (PT-MS). Segundo a assessoria de comunicação do STF, o ministro determinou ainda a retirada do sigilo do processo, mas ainda não se sabe a extensão da queda do sigilo. A íntegra da decisão do ministro do STF sobre a homologação deve sair no início desta tarde.

Assinar este feed RSS