Expectativa de inflação dos consumidores se mantém estável

A expectativa dos consumidores brasileiros para a inflação nos próximos 12 meses passou de 5,7% em agosto para 5,6% em setembro, um ligeiro recuo de 0,1 ponto, segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV). Na comparação com o mesmo período no ano anterior, houve queda de 1,1 ponto percentual.

  • Publicado em Economia

Confiança do Consumidor cresce pela segunda vez

Os efeitos negativos da paralisação dos caminhoneiros na economia começam a perder força. Dados da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) revelam que o Indicador de Confiança do Consumidor (ICC) registrou crescimento de 3,47% pela segunda vez consecutiva em agosto na comparação com o mês anterior. O índice atingiu 42,4 pontos ante 41,0 pontos em julho. Embora os resultados mostrem um pequeno avanço na confiança da população, o indicador não superou os 50 pontos que, segundo a metodologia, aponta a diferença entre o sentimento de confiança e de pessimismo dos consumidores.

  • Publicado em Economia

Expectativa de inflação dos consumidores avança

A expectativa dos consumidores brasileiros para a inflação nos 12 meses seguintes passou de 5,4% em julho para 5,7% em agosto, o maior valor registrado desde dezembro de 2017, segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV). Na comparação com o mesmo período no ano anterior, houve recuo de 0,6 ponto percentual.

IPCA de julho teve variação de 0,33%

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de julho teve variação de 0,33%, bem abaixo da taxa de junho, de 1,26%, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE). 

Expectativa de inflação dos consumidores recua em julho

A expectativa dos consumidores brasileiros para a inflação nos 12 meses seguintes passou de 5,2% em junho para 5,4% em julho, segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV). Na comparação com o mesmo período no ano anterior, houve recuo de 1,5 ponto percentual.

Consumidores estão mais cautelosos

As incertezas que envolvem os cenários econômico e político do Brasil levaram o consumidor paulistano a adotar uma postura mais cautelosa em relação ao comprometimento de sua renda futura. Segundo a Pesquisa de Risco e Intenção de Endividamento (PRIE), elaborada mensalmente pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), o Índice de Intenção de Financiamento caiu 1,1%, ao passar de 39,1 pontos em maio para 38,7 pontos em junho. Isso significa que 18,9% dos paulistanos entrevistados declararam ter a intenção de comprar um produto com pagamento parcelado ou financiado nos próximos três meses.

Inflação pelo IPC-S avança na última semana de junho

O índice de preços ao consumidor – semanal (IPC-S) de 30 de junho apresentou variação de 1,19%, 0,02 ponto percentual (p.p.) acima da taxa registrada na última divulgação, segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV). Com este resultado, o indicador acumula alta de 3,00%, no ano e, 4,43%, nos últimos 12 meses. 

Assinar este feed RSS