Gafisa completa 60 anos no mercado brasileiro

A Gafisa, uma das maiores e mais respeitadas construtoras e incorporadoras do mercado brasileiro, completa 60 anos esta semana. São seis décadas de tradição, solidez e compromisso com qualidade e inovação. Pioneira em ideias como os bairros planejados e os condomínios-clube, a companhia já entregou mais de mil empreendimentos de médio e alto padrão no Brasil. Ao todo, foram construídos mais de 14 milhões de metros quadrados em 40 cidades de 19 estados, o que significa que cerca de um milhão de pessoas moram hoje em um apartamento com a marca Gafisa.

INCC-M apresenta queda em junho, revela FGV

Nesta quarta-feira, 25, a Fundação Getulio Vargas (FGV) anunciou que o Índice Nacional de Custo da Construção – M (INCC-M) registrou, em junho, taxa de variação de 1,25%, abaixo do resultado do mês anterior, de 1,37%. No ano, o índice acumula variação de 4,72% e, nos últimos 12 meses, a taxa registrada é de 7,14%.

Setores imobiliário e da construção civil são os mais afetados pela crise

Setores imobiliário e da construção civil serão os mais afetados pelo cenário econômico instável. É o que aponta um estudo realizado pela rede global de empresas independentes, KPMG. Esta aferição foi feita após uma reunião durante um evento com executivos, investidores e empresários, dos quais 28% deste total chegaram a essa conclusão.

Perspectivas sobre desempenho da construção seguem baixas

As perspectivas dos empresários da indústria da construção seguem pessimistas, de acordo com a 59ª Sondagem Nacional da Indústria da Construção Civil, realizada pelo SindusCon-SP e pela FGV. Em maio, a percepção dos empresários com relação ao desempenho atual de suas construtoras recuou 9,2% ante a pesquisa anterior e 9,9% em 12 meses.

Índice Nacional da Construção Civil sobe em maio

O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia  e Estatística (IBGE) em parceria com a CAIXA, apresentou variação de 1,06% em maio, ficando 0,60 ponto percentual acima da taxa de abril (0,46%). Considerando o período de janeiro a maio, o resultado foi de 3,07%, enquanto o acumulado dos últimos 12 meses situou-se em 7,28%. 

Assinar este feed RSS